nsc

PANDEMIA 

Coronavírus: saiba como manusear da forma correta as máscaras caseiras  

Em Florianópolis, passa a ser obrigatório o uso de máscaras por atendentes e clientes em estabelecimentos.  

14/04/2020 - 07h42 - Atualizada em: 16/04/2020 - 07h49

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Maíra Becke/Divulgação
(Foto: )

A partir desta sexta-feira (17), o uso de máscaras de pano passa a ser obrigatório em Florianópolis para toda população que acessa ou que trabalha em algum serviço de atendimento como lojas, por exemplo. A prefeitura alerta que tão importante quanto usar a máscara é manuseá-la de forma adequada para que a proteção contra o coronavírus seja efetiva.

Na quinta-feira passada, a administração divulgou essa obrigatoriedade e deu uma semana para os estabelecimentos e a população em geral se adequarem.

A partir de quinta, portanto, tanto funcionários quanto clientes, por exemplo, terão de usar a proteção. Todos os estabelecimentos que não cumprirem a determinação serão autuados e fechados pela Vigilância Sanitária da Capital.

Como usar

É provável que você já tenha visto muita gente circulando pela cidade com essa proteção. O detalhe é que muitos estão manuseando a máscara de forma inadequada favorecendo a contaminação. Você já passou por alguém que, tento tirado a máscara, a deixou presa ao pescoço ou então embaixo do queixo? Está errado.

​> Em site especial, todas as notícias sobre o coronavírus

A prefeitura alerta que o interior da máscara deve tocar apenas o nariz e a boca, nunca ter aproximação com outras superfícies mesmo que sejam a pele da pessoa.

- Como é que a gente vai fazer uso da máscara caseira? A gente vai manipular sempre pelos elásticos ou tiras, vai cobrir bem nariz e boca, tentar não deixar nenhum espaço entre a máscara e o rosto. Colocou a máscara não mexe mais na frente. Se precisar mexer ou tirar, também sempre pelo elástico ou as tiras – explica.

Troca

Júlia Maria de Souza destaca que o recomendado é que cada pessoa tenha mais de uma máscara e, mesmo a tendo usado por menos de uma hora, deve lavá-la.

Outra opção é guardá-la num envelope de papel dobrada, as faces internas devem se tocar. Os fios devem ficar para fora para facilitar a retirada do envelope. Antes e depois de colocar a máscara, as mãos devem ser lavadas.

Recomendação federal

O uso de máscaras de tecido comum, de fabricação caseira, foi recomendado como forma de proteção contra o coronavírus pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no início deste mês durante uma coletiva de imprensa.

Até então, a recomendação valia apenas para médicos, enfermeiros e outros profissionais que atuam no atendimento de pacientes e por quem está com sintomas gripais. O uso da máscara caseira também exige atenção com a higiene, como explica a chefe de atenção psicossocial Júlia Maria de Souza.

- Quanto tempo eu posso usar essa máscara? Durante duas horas ou mesmo antes de chegar duas horas, se ficar úmida, tem que tirar, porque quando umedece perde a barreira física – afirmou.

Para higienizar a máscara, o recomendado é usar uma solução com 10 ml de água sanitária para 500 ml de água para deixá-la meia hora de molho. Depois, estender e deixar secar bem.

Colunistas