nsc
    dc

    410 suspeitos

    Coronavírus: Santa Catarina tem 57 casos confirmados

    Novo boletim foi divulgado na noite deste sábado

    21/03/2020 - 20h33 - Atualizada em: 21/03/2020 - 21h24

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Casos novos são de Itajaí e São José
    Casos novos são de Itajaí e São José
    (Foto: )

    Santa Catarina tem 57 casos confirmados e 410 suspeitos do novo coronavírus, conforme o boletim divulgado pelo Governo do Estado na noite deste sábado (21). São seis a mais que o informado pela manhã: cinco de Itajaí e um de São José.

    ​ > Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    São dez casos em Florianópolis; seis em Braço do Norte, Tubarão, Criciúma, Itajaí e Balneário Camboriú; quatro em Joinville; dois em Rancho Queimado, Imbituba, Chapecó e São José; e um em Jaguaruna, Jaraguá do Sul, Navegantes, Pomerode e Gravatal.

    Casos suspeitos aumentaram de 361 para 410.

    São seis casos a mais em comparação ao último boletim divulgado
    São seis casos a mais em comparação ao último boletim divulgado
    (Foto: )

    Mais cedo, o governados Carlos Moisés da Silva já havia anunciado que a Celesc suspendeu os pagamentos das faturas de março e abril aos consumidores de baixa renda. São 36 mil famílias cadastradas em programas sociais ou que recebem benefício de assistência continuada, e que poderão efetuar os pagamentos de forma parcelada a partir de maio. Ainda, o governo do Estado vai repassar aos hospitais filantrópicos o valor máximo, conforme nível de cada instituição, como reforço ao combate ao coronavírus.

    - A política hospitalar catarinense, elaborada no primeiro ano de governo, destina valores para hospitais filantrópicos, conforme nível, de acordo com quantidade de atendimentos e disposição de serviços, vai receber mais valores máximos enquanto perdurar o enfrentamento ao coronavírus. Vamos manter em teto máximo. Hospitais de nível 5 vão receber R$ 2 milhões por mês e, conforme redução do nível, o valor decai. O critério foi criado pela técnica para que o hospital seja resolutivo, serviços e procedimentos, e dispor de equipamentos ao cidadão. Neste período não serão cobrados os indicadores de avaliação - declarou Carlos Moisés.

    - Assim, alivia a conta dos hospitais e altera nosso orçamento em R$ 10 milhões a mais por mês – completou.

    Conforme ele, isso se estende durante a situação de calamidade pública e o enfrentamento ao coronavírus.

    Boletim da noite deste sábado
    Boletim da noite deste sábado
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas