nsc

Instalações

Coronavírus: Sesc oferece estrutura ao Estado para ajudar combate em Santa Catarina

Entidade disponibiliza hotéis e unidades operacionais como apoio a ações para evitar avanço do Covid-19

25/03/2020 - 12h00

Compartilhe

Leandro
Por Leandro Lessa
Hotel Sesc Cacupé, em Florianópolis
Hotel Sesc Cacupé, em Florianópolis
(Foto: )

Em meio à pandemia do novo coronavírus e as ações de combate à propagação do Covid-19, o Serviço Social do Comércio (Sesc) em Santa Catarina coloca à disposição seus três hotéis em Florianópolis, Blumenau e Lages para profissionais de saúde e de segurança pública. As 35 unidades operacionais também foram oferecidas como apoio aos órgãos públicos estaduais e municipais.

— O Sesc está disponibilizando toda a estrutura física ao governo do Estado, que pode utilizá-la, por exemplo, para a campanha de vacinação contra a influenza — disse o diretor de programação social do Sesc Santa Catarina, Eduardo Makowiecki Júnior.

> Coronavírus: sintomas, tratamento e como prevenir

Ainda segundo a entidade, quem fez reserva para se hospedar em quaisquer das instalações no mês de abril, o Sesc-SC garante que entrará em contato para oferecer a opção de reagendamento ou do retorno do valor pago de forma integral.

Sobre as escolas do Sesc, a informação repassada que, a partir do dia 3 de abril, atividades no formato de educação a distância serão feitas com os alunos dessas unidades. O projeto também prevê estruturar aulas EAD para o curso de línguas.

Abertura do Museu de Florianópolis fica sem data definida

Já a antiga Casa de Câmara e Cadeia, no Centro da Capital, que vai abrigar o Museu de Florianópolis, teve a inauguração adiada — seria na última segunda-feira (23), aniversário da cidade. Segundo o Sesc, que faz a gestão do local, a estrutura que servirá para preservar a memória da cidade está praticamente pronta, mas será preciso definir uma nova data com a prefeitura para a entrega.

Museu de Florianópolis ficará na antiga Casa de Câmara e Cadeia
Museu de Florianópolis ficará na antiga Casa de Câmara e Cadeia
(Foto: )

Já o programa Mesa Brasil, para combate à fome e ao desperdício de alimentos, está mantido nos 70 municípios atendidos. Assim, segue a arrecadação, através de parceiros do projeto, e distribuição de gêneros alimentícios a entidades que atendem pessoas em vulnerabilidade social. Agora, a intenção é criar pontos de coleta nas redes de supermercados, que serão divulgados em breve.

As outras atividades do Sesc, como as academias, estão suspensas desde a semana passada, após o decreto estadual.

Ouça a entrevista com o diretor de programação social do Sesc Santa Catarina, Eduardo Makowiecki Júnior, a Mário Motta:

> ​Em página especial, saiba tudo sobre coronavírus

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas