Foi encontrada morta a jovem Tayná da Silva Rosa, que estava desaparecida desde o dia 2 de fevereiro no Rio Grande do Sul. O corpo da mulher de 27 anos estava em uma área de vegetação às margens da BR-101 na Vila São João, em Torres, a menos de dois quilômetros da divisa com Santa Catarina.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de SC por WhatsApp

Ao lado do corpo havia documentos de Tayná, porém a Polícia Civil do RS esperou a confirmação da identidade a partir da coleta de impressões digitais, já que não era mais possível fazer o reconhecimento da jovem. Peritos e investigadores responsáveis pelo inquérito estiveram no local para apura a morte.

Tayná é mãe de duas crianças, uma menina de oito anos e um menino de seis, que estão com uma das avós. Ela era natural de Três Cachoeiras (RS) e havia se mudado com o então companheiro para Torres (RS). De acordo com familiares em entrevista à GZH, ambos teriam discutido na noite anterior ao sumiço.

A última vez em que ela tinha sido vista havia sido em um posto de combustíveis. Velório e cerimônia de despedida de Tayná ocorreram ainda nesta sexta-feira (23), na cidade natal da jovem. O caso segue sob investigação da Polícia Civil do RS, que afirmou não descartar “nenhuma hipótese”. 

Continua depois da publicidade

Leia também

Esquema de falsificação em Blumenau transformava camisetas simples em roupas de grife

Briga entre moradores de rua em Itajaí termina em assassinato, diz polícia

Carona a filha de servidora em carro da Saúde deixa paciente amputada sem acompanhante em SC

Destaques do NSC Total