nsc

publicidade

Segurança

Criminosos de SC que roubavam bancos em todo país são presos pela Polícia Civil no RJ

Ao todo seis homens que possuem ligação com uma facção criminosa em SC foram detidos nesta segunda-feira pela polícia carioca

26/02/2018 - 18h42 - Atualizada em: 26/02/2018 - 18h50

Compartilhe

Por Redação NSC

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta segunda-feira um grupo de homens que teria ligação com uma facção criminosa de Santa Catarina. Os seis homens detidos são considerados uma das maiores quadrilhas de roubo a bancos e caixas eletrônicos do país e foram detidos quando voltavam de um roubo cometido em Minas Gerias. As informação foram transmitidas no Jornal Nacional desta segunda-feira.

A reportagem de Bette Lucchese mostra imagens dos criminosos no interior de um banco em Minas Gerais usando equipamentos que abriram os cofres. O total do prejuízo na instituição não foi divulgado. Os homens foram presos após saírem de MG e ir em direção a Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

Segundo a reportagem, os criminosos escolhiam banco instalados em locais com pouco vizinhança, já que os equipamentos usados para abrir os cofres e caixas faziam muito barulho. O grupo chegava a passar fins de semana inteiros arrombando diversos cofres de uma única agência.

Conforme o delegado de Polícia Civil do RJ, Maurício Mendonça, ouvido na matéria, pelo menos um homem do grupo era funcionário de uma instituição financeira e conseguia fornecer informações privilegiadas para que o banco pudesse atuar sem que houvesse intervenção policial.

A ligação dos homens com uma facção criminosa de Santa Catarina, que tem ligação também com o crime organizado no Rio de Janeiro, foi confirmado pelo delegado de Polícia Civil Felipe Curi. Na entrevista ele revela, inclusive, que a investigação também verificou tráfico de drogas e que os homens recebiam apoio logístico e até financeiro dos criminosos cariocas.

O grupo já agia há pelo menos dois anos e costumava publicar fotos onde mostrava dinheiro e armas. Segundo informações publicadas pelo jornal Extra, quatro dos seis homens presos eram da região de Joinville e o outro, de Florianópolis. Não foi informado qual a naturalidade do sexto detido.

Deixe seu comentário:

publicidade