nsc
dc

AsQ

Cuidados primários com a saúde podem ser feitos sem sair de casa

Devido aos avanços da telemedicina, o atendimento primário libera o paciente da necessidade de se deslocar, evitando possíveis contaminações

14/05/2021 - 07h00 - Atualizada em: 20/05/2021 - 09h31

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Os avanços conquistados pela telemedicina é um dos maiores legados da aceleração digital
Os avanços conquistados pela telemedicina é um dos maiores legados da aceleração digital
(Foto: )

Os cuidados primários são a entrada preferencial das pessoas nos sistemas de saúde, oferecendo um atendimento preventivo e contínuo de forma integrada. Esses serviços trabalham para auxiliar as pessoas a permanecerem saudáveis o maior tempo possível, minimizar o agravamento de doenças, fomentar o diagnóstico precoce, acelerar o tratamento e a reabilitação, assim como a redução das complicações na vida do paciente.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, vinculada à Organização Mundial de Saúde, a Atenção Primária à Saúde, chamada de APS, oferece atendimento abrangente e acessível e baseado na comunidade. Por meio desse sistema, é possível atender de 80% a 90% das necessidades de saúde de uma pessoa ao longo da vida.

> Coronavírus: Mapa do vírus em Santa Catarina

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançou um projeto para fomentar a atenção primária, pois acredita que as operadoras de planos de saúde podem melhorar a qualificação do cuidado aos pacientes com essa modalidade de serviço. Entre os benefícios da APS, também estão a redução de custos e dos desperdícios para toda a cadeia de saúde.

Aceleração digital

Com a pandemia, muitas pessoas optaram por evitar as consultas e os atendimentos de rotina de forma presencial, preocupados com o distanciamento social. No entanto, por meio da tecnologia, é possível mapear os riscos e as necessidades de saúde sem que o paciente precise sair de casa, evitando possíveis contaminações.

Assim, o APS Virtual, solução desenvolvida pela AsQ, se tornou essencial. A ferramenta também realiza a coordenação de cuidado, além dos demais atributos da APS. O beneficiário pode marcar o atendimento por meio da central de atendimento, aplicativo mobile ou auxílio de um profissional que interage com a equipe. Com o médico de família, profissional que conhece melhor cada paciente e pelos quais possui responsabilidade, garantindo um cuidado diferenciado nos níveis de saúde. Os riscos são mapeados e a equipe apresenta os próximos passos, no que toca ao atingimento das metas pactuadas. Quando necessário, o beneficiário também pode ser encaminhado para a rede parceira (especialistas indicados pelas Operadoras de Planos de Saúde). Mais de 28 mil pessoas já foram atendidas de forma virtual pelo monitoramento da AsQ da empresa.

Gestão qualificada

A AsQ é uma empresa nacional de gestão para o setor de saúde privada, que conta com soluções em telemedicina, gestão de cuidados, clínicas de atenção primária à saúde, serviços de regulação, call center especializado em saúde e consultorias para redução de desperdícios. Além disso, conta com um serviço voltado a empresas para o atendimento e monitoramento virtual para pessoas com Covid-19, o CovidMonitor.

Hoje, a AsQ monitora 33 mil pessoas com doenças crônicas e são mais de 2900 pacientes cuidados em hospitais mensalmente, por meio da Gestão dos Pacientes Internados. Isso facilita a otimização de recursos das operadoras de saúde, pois mais de 80% dos casos são resolvidos nas Clínicas de APS, com a equipe de saúde da família Assim, menos de 20% dos casos precisam de agendamentos nos serviços especializados de outros níveis do sistema de saúde.

Acompanhe o especial DC 35 anos

Leia também 

Busca pelo bem-estar na pandemia desperta desejo de mudança na vida pessoal e profissional

Após tragédia em Saudades, Criciúma aposta em app e tecnologia para proteger escolas

Colunistas