nsc
    nsc

    Tecnologia

    Cursos em TI do Senac EAD podem contribuir com especialização de profissionais em Santa Catarina

    Setor de tecnologia responde por 5,8% do PIB estadual e fatura R$ 15,8 bilhões

    17/08/2020 - 11h12 - Atualizada em: 17/08/2020 - 11h41

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Setor de tecnologia responde por 5,8% do PIB estadual e fatura R$ 15,8 bilhões
    Setor de tecnologia responde por 5,8% do PIB estadual e fatura R$ 15,8 bilhões
    (Foto: )

    Santa Catarina é considerada o “Vale do Silício” latino-americano, em razão da organização e desempenho do setor tecnológico. O Estado, que concentra a maior densidade de startups do país, registrou faturamento de R$ 15,8 bilhões em 2019 e representa 5,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

    Os dados fazem parte do relatório anual da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e revelam ainda que 11,2 mil empresas e, aproximadamente, 50 mil profissionais contribuem para o desenvolvimento do setor tecnológico regional. Em razão desse cenário, a demanda por vagas de trabalho é maior que o número de mão de obra qualificada.

    O vice-presidente de talentos da Acate, Moacir Marafon, observa que os cursos de graduação a distância têm importante papel na formação de mais talentos na área de tecnologia.

    — Se já é difícil preencher as vagas em Florianópolis, que é a capital do Estado, este problema é ainda mais latente nas cidades do interior, muitas vezes por estarem distantes da maior parte das instituições de ensino. As aulas online facilitam esse processo —, pontua.

    Aplicativos de mobilidade e comunicação, são exemplos de como as pessoas mudaram a forma de consumir tecnologia
    Aplicativos de mobilidade e comunicação, são exemplos de como as pessoas mudaram a forma de consumir tecnologia
    (Foto: )

    Tecnologia presente

    As novas ferramentas tecnológicas, como aplicativos de mobilidade e comunicação, são exemplos de como as pessoas mudaram a forma de consumir tecnologia. Nos bastidores da concepção, criação e desenvolvimento da infinidade de soluções disponibilizadas estão os profissionais de Tecnologia da Informação (TI), que atuam em diferentes segmentos industriais e empresariais.

    Na avaliação de Rogério dos Santos Zenaro, coordenador do curso de graduação em Gestão de Tecnologia da Informação (TI) do Senac EAD, o bom profissional é aquele que consegue construir um leque de habilidades em ferramentas específicas de determinadas empresas.

    — O conhecimento formal é um diferencial, no entanto, é preciso estar atualizado nas certificações que funcionam como selo de qualidade e nos cursos de extensão que complementam o aprendizado —, argumenta.

    Zenaro acrescenta que o Senac EAD oferece cursos em todos os níveis educacionais também para esta área de atuação. São cursos que podem contribuir para o aperfeiçoamento dos alunos ou junto aos profissionais que já atuam no mercado.

    — Todos os conteúdos foram preparados para proporcionar conhecimento, em diferentes graus de complexidade. Tanto os alunos, que estão começando na carreira, quanto os profissionais podem resgatar conceitos e conquistar desenvolvimento nas aulas do curso escolhido.

    SC concentra a maior densidade de startups do país, registrou faturamento de R$ 15,8 bilhões em 2019
    SC concentra a maior densidade de startups do país, registrou faturamento de R$ 15,8 bilhões em 2019
    (Foto: )

    Desenvolvimento contínuo

    Um dos alunos do curso de Gestão em TI, do Senac EAD, é Guilherme Luiz Fiedler, 24 anos, morador em Blumenau. Ele conta que trabalha no setor há cinco anos, em uma empresa com mais de 800 colaboradores e optou pelo ensino a distância pela facilidade de programar o horário de estudos.

    — Meu interesse em informática começou ainda criança e pesquisava constantemente informações na área de tecnologia. Decidi fazer o curso de graduação a distância para otimizar meu tempo de estudo. Além disso, o conteúdo que estou estudando no Senac está alinhado com minha função na companhia, que é analista de Negócios e Produtos —, revela.

    Karina Ruthes mora em Florianopólis e também é aluna do Senac EAD. Ela explica que o interesse em informática também surgiu na infância e, , por isso, sempre optou por cursos e treinamentos nesta área de atuação ao longo dos anos. A consequência natural foi trabalhar no setor.

    Ela escolheu a graduação a distância, para organizar o tempo de estudo e pela viabilidade financeira.

    — Sempre vi mais vantagens nesse modelo de ensino (EAD) e perdi as contas do número de cursos online que conclui. Meu filho estuda em escola particular e como priorizo o pagamento das mensalidades, seria difícil arcar com os custos da minha graduação. No entanto, encontrei na opção a distância do Senac, a possibilidade de concluir minha formação profissional —, finaliza.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas