nsc

De Ponto a Ponto: motorista do Jaguar vira réu na Justiça após acidente com duas mortes na BR-470

07/03/2019 - 08h33

Compartilhe

Por Redação CBN Diário

O motorista do Jaguar envolvido em um acidente que matou duas jovens no dia 23 de fevereiro na BR-470 virou réu. A Vara Criminal da Comarca de Gaspar aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público, com base em investigação da Polícia Civil. Com isso, Evanio Wylyan Prestini, de 31 anos, vai responder processo por dois homicídios duplamente qualificados, devido às mortes de Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos, e Amanda Grabner Zimmermann, de 18 anos. Além disso, o motorista vai responder por outras três tentativas de homicídio, já que havia mais três jovens dentro do carro que foi atingido pelo Jaguar. Na denúncia, o Ministério Público apontou que Prestini assumiu o risco de cometer o crime e não deu chance de defesa às vitimas. Agora, a defesa do motorista terá o prazo de dez dias para se manifestar sobre as acusações. A Justiça ainda deve marcar as primeiras audiências, para que todos sejam ouvidos em juízo. Após isso, ainda será definido se o agora réu irá a júri popular ou não. A defesa do motorista afirmou que não havia obtido acesso a todas as informações da denúncia até esta quarta-feira (6). Prestini está preso no Presídio Regional de Blumenau, cidade vizinha a Gaspar.

A Polícia Civil procura um homem suspeito de atear fogo em uma casa na Praia da Armação, em Penha, no início da madrugada de quarta-feira (6). Um jovem que dormia em um dos cômodos morreu no local. Segundo a Polícia, o suspeito teria entrado de forma agressiva e quebrado móveis na residência. A justificativa seria que a ex-companheira dele havia alugado o imóvel há pouco menos de um mês para uma pessoa desconhecida. O inquilino da casa morava sozinho, mas na noite do incêndio, estava com mais quatro amigos. Quando o suspeito entrou na residência, o grupo correu para a rua e acionou a Polícia. Porém, por causa de ameaças do suspeito, o grupo teria omitido informações do que estava realmente acontecendo. Após a PM ir embora, o homem teria voltado e colocado fogo na residência. Um dos jovens que dormia no local acabou morrendo.

Uma forte chuva que caiu na tarde desta quarta-feira em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí, causou alagamentos em ruas da região central da cidade. Três casas em um dos bairros foram invadidas pela água e os moradores perderam móveis e eletrodomésticos. Em uma das residências, uma pequena confecção foi afetada e teve o maquinário atingido. Segundo a Defesa Civil do município, choveu 75 milímetros em um período de uma hora e meia, o que acabou arrancando a vegetação que cobriu algumas tubulações, provocando os alagamentos.

*Com apoio do Diário Catarinense, do jornal A Notícia, do Jornal de Santa Catarina, do G1 SC e da NSC TV

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas