nsc

    De Ponto a Ponto: vereadora de Jaguaruna denunciada por nepotismo vai pagar R$ 27,9 mil

    06/03/2019 - 05h57 - Atualizada em: 06/03/2019 - 06h33

    Compartilhe

    Por Redação CBN Diário

    A presidente da Câmara de Vereadores de Jaguaruna, Joelma de Miranda Cruz (PSD), foi multada por ter contratado o marido como diretor geral da Casa. Após um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Mistério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC), ela terá que pagar R$ R$ 27.939,64 entre multa e ressarcimento aos cofres públicos. Após o assunto ganhar repercussão no mês passado, a vereadora exonerou o marido no dia seguinte. Além disso, houve outra denúncia de que a vereadora contratou a empresa do sobrinho para fornecer móveis novos à Câmara.

    Um grupo de pelo menos três homens praticou um assalto a um posto de combustível em Chapecó. Imagens de câmeras de segurança do local registraram quando os suspeitos chegam em uma caminhonete. O segurança foi rendido por um homem armado. Os criminosos roubaram o dinheiro do caixa, na loja de conveniência, e fugiram. O veículo, que estava com as placas adulteradas, foi encontrado abandonado. A Polícia Civil está investigando o caso, ocorrido na noite de segunda (4), a procura dos suspeitos. Ninguém ficou ferido.

    Um homem ficou ferido após ser atropelado por uma moto aquática em Balneário Camboriú, na noite desta terça-feira (5). Quando os bombeiros chegaram, a vítima estava deitada e desorientada, depois de ter se afogado. De acordo com os bombeiros, a vítima teve ferimentos no crânio, suspeita de fratura no braço direito, escoriações. O homem havia recebido atendimento de duas médicas que passavam pelo local. A vítima foi levada a um hospital de Balneário Camboriú. Segundo os socorristas, o piloto da moto aquática fugiu do local. A Marinha vai instaurar um inquérito.

    A chuva causou transtornos nesta terça-feira (5) em Concórdia. Um temporal já no fim do dia alagou ruas na região central da cidade. De acordo com site de notícias local, duas casas foram invadidas pela água. Apesar do susto, não houve feridos. Segundo a Epagri/Ciram, houve registro de 51 mm de chuva em um período de 24 horas.

    *Com apoio do Diário Catarinense, do G1 SC e da NSC TV

    Colunistas