nsc
    nsc

    Juntos por Santa Catarina

    Delivery sem cobrança: empresa de tecnologia cria alternativa para ajudar bares e restaurantes no momento de crise 

    Sócios da Zygo desenvolveram plataforma de sistema de entrega sem taxas e cobranças. Projeto está aberto para empreendimentos de todo Brasil 

    27/03/2020 - 10h09 - Atualizada em: 28/03/2020 - 11h30

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Delivery sem cobrança: empresa de tecnologia cria alternativa para ajudar bares e restaurantes no momento de crise
    (Foto: )

    A pandemia de coronavírus alterou a rotina de pessoas no mundo inteiro e essas mudanças causam reflexos sem precedentes em diversas áreas. O setor de alimentação fora do lar é um dos mais prejudicados nessa época, com bares e restaurantes vazios e sem perspectivas de reabertura.

    A alternativa para manter o negócio girando, mesmo que com menor fluxo de caixa, é partir para o delivery. Muitos já operam no formato de entrega, mas com a crescente demanda, viram seu faturamento depender exclusivamente dos pedidos on-line.

    Ouça entrevista de Mário Motta com empresário Carlos Souza:

    Mas e aqueles que não têm expertise com delivery ou estrutura pronta para operar neste formato? Em momentos de crise sempre aparecem alternativas para auxiliar quem mais precisa. Foi pensando nisso que os sócios Lucas Prim, Carlos Souza, Paulo Hashimoto e Marvio Alencar, da empresa Zygo, lançaram a plataforma Delivery do Bem.

    Com forte atuação na área de fornecimento de tecnologia para milhares de restaurantes em todo país, os empreendedores decidiram, pouco após as primeiras notícias sobre as medidas de órgãos que impactariam diretamente na operação de seus clientes, encontrar uma maneira de ajudá-los neste momento crítico. O DDB - Delivery do Bem surgiu com o propósito de oferecer aos donos de restaurantes um sistema sem cobranças de taxa para amenizar os efeitos da crise.

    Para viabilizar a criação do sistema foi necessária uma operação que envolveu um grupo grande de pessoas na construção de um novo sistema.

    — No sábado (14 de março) os trabalhos começam. Nosso prazo era de sete dias para entregar um sistema delivery completo, incluindo um site, gestão do restaurante e painel de pedidos — explica Lucas Prim.

    — Após uma semana de intensos trabalhos, o sistema foi ao ar para os primeiros testes — completa.

    A operação do Delivery do Bem teve início neste final de semana em caráter de teste e o resultado foi um sucesso.

    — Iniciamos localmente, aqui em Florianópolis, com quatro empresas e todos obtiveram bons resultados. De alguma maneira conseguimos criar uma alternativa para ajudar os nossos clientes a não fecharem as portas — ressalta Lucas Prim.

    A inspiração para a construção do sistema veio da China. Por lá, os restaurantes que sobreviveram a crise, só conseguiram fazer isso porque improvisaram, orientando sua distribuição para delivery.

    — A ideia do Delivery do Bem é permitir que donos de restaurantes brasileiros façam o mesmo, sem ter que arcar com taxas proibitivas ou burocracia — explica Lucas.

    Conforme o Delivery do Bem foi ganhando corpo, um dos sócios da Zygo, Carlos Souza, foi em busca de parceiros para patrocinar o projeto e garantir sua sustentabilidade. Dezenas de empresas demonstraram interesse em ajudar, bem como empreendedores locais, que rapidamente montaram um grupo para divulgar o sistema. Com esses esforços, ainda no sábado após o lançamento do DDB, o sistema já contava com uma fila de espera com mais de 300 restaurantes, todos ávidos para começarem a vender on-line e salvarem seus negócios da crise.

    O Delivery do Bem está aberto para donos de estabelecimento de todo país. Para se cadastrar na plataforma basta acessar www.deliverydobem.com.br. ​​​​

    Acesse o canal Juntos Por Santa Catarina e veja outras iniciativas como esta.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas