A noite desta sexta-feira (9) foi de muita espera e falta de espaço no Hospital Infantil Pequeno Anjo, em Itajaí. Uma mãe gravou a situação enquanto tentava conseguir atendimento médico para o filho. 

Continua depois da publicidade

Nas imagens registradas por volta das 22h, é possível observar a sala de espera do pronto-socorro cheia e famílias com crianças do lado de fora. 

Entre no grupo de WhatsApp do Santa e receba notícia do Vale do Itajaí

A mãe que procurou a reportagem da NSC TV contou ter ficado com o filho de um ano durante três horas aguardando atendimento e não chegou nem a passar pela triagem. Saiu do Pequeno Anjo e foi para o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, onde o pequeno acabou internado porque está com uma infecção.

O diretor administrativo da unidade, Fábio Rogério de Oliveira, disse que o tempo médio de espera na sexta-feira (9) foi de duas horas e meia e que os dias mais movimentados costumam ser aos finais de semana e nas segundas-feiras. 

Continua depois da publicidade

Ele admitiu a falta espaço e disse que existe um projeto de reforma do pronto atendimento. O projeto ainda precisa de autorização da Vigilância Sanitária estadual. 

Por enquanto, não tem data pra obra começar. 

O Hospital infantil Pequeno Anjo, de Itajaí, é a referência para os 11 municípios da região da Foz do Rio Itajaí-Açu e faz, em média, 4 mil atendimentos por mês. A maioria é pelo SUS.

Segundo a direção da unidade, chegam muitos casos graves que demandam bastante trabalho das equipes. Aí os pacientes que não estão em situação de emergência precisam aguardar por mais tempo para receber atendimento. 

Com informações de Patrícia Silveira, NSC TV

Leia também 

Balneário Camboriú atinge 100% de ocupação dos leitos de UTI para pacientes SUS

Continua depois da publicidade

Sem médicos, Hospital da UFSC suspende atendimentos na emergência pediátrica

Destaques do NSC Total