nsc
santa

Investigação

Desconfiança sobre roubo pode ter levado a assassinato de jovem em Indaial

Para a polícia, Gabriela Ágatha Lima, de 21 anos, morreu nas mãos do namorado

09/07/2021 - 19h39 - Atualizada em: 09/07/2021 - 19h43

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Polícia acredita que assassinato ocorreu uma semana antes de o corpo ser encontrado
Polícia acredita que assassinato ocorreu uma semana antes de o corpo ser encontrado
(Foto: )

Uma desconfiança de que o namorado estava roubando pode ter sido o motivo para a morte de Gabriela Ágatha Lima, de 21 anos. Segundo a Polícia Civil de Indaial, a jovem suspeitava que o companheiro havia subtraído dinheiro de uma terceira pessoa e, ao confrontá-lo, acabou morta.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Ainda não é possível dizer se o jovem de fato é responsável pelo sumiço dos valores, conforme a jovem acreditava. Mas, para o delegado Flávio Silveira, a briga motivada pelos questionamentos incisivos e recorrentes resultou em ameças do rapaz para a vítima e teria tido como desfecho o assassinato.

A hipótese foi levantada durante o depoimento de testemunhas. Na quinta-feira (8), ao ser interrogado, o homem negou que tenha tirado a vida da jovem. Ele desapareceu após o crime e foi encontrado apenas nesta semana em Apiúna. A Justiça decretou a prisão temporária dele, que é de até 30 dias, podendo ser prorrogada.

As últimas mensagens enviadas por Gabriela ocorreram em 8 de junho. Para os investigadores, ela morreu nesta data. O corpo só foi encontrado uma semana depois, quando o pai dela saiu do Paraná e veio a Santa Catarina em busca de notícias da filha, com quem não conseguia contato.

A polícia afirma que neste mesmo dia 8 de junho o homem vendeu o carro da namorada em um ferro-velho por um valor irrisório. Ao ser questionado o motivo de estar com o veículo, ele disse que tinha comprado da companheira, o que para a polícia não é verdade.

A expectativa do delegado é concluir o inquérito e enviar ao Ministério Público no decorrer da próxima semana.

A descoberta

O corpo de Gabriela foi encontrado pelo pai dela no dia 12 de junho. Estava na casa onde a jovem morava no bairro Rio Morto, em Indaial, em estado de decomposição. O IML concluiu que a causa da morte foi asfixia. A casa da jovem tinha sido revirada e apontava para uma luta corporal entre a vítima e o agressor.

Colunistas