“Se Eu Fosse Luísa Sonza”, série documental da Netflix sobre a vida e carreira da artista, estreia nesta quarta-feira (13/12). Com três episódios de 30 minutos, a produção é uma imersão no caos vivido pela cantora.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O Metrópoles teve acesso antecipado aos episódios e, por mais que o objetivo inicial da série seja acompanhar o processo criativo do álbum Escândalo Íntimo, lançado por Sonza em agosto, a produção acaba explorando pouco essa parte musical.

A questão dos álbuns e das músicas parecem estar atreladas diretamente ao que acontece com a cantora fora dos palcos: xingamentos nas redes sociais, acusações consideradas infundadas, problemas de saúde mental e outros tópicos mais que são exibidos pela Netflix.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Continua depois da publicidade

Leia mais

Luísa Sonza joga com patota de Blumenau antes de show na cidade: “Neymar fica no chinelo”

Traição e carta no Mais Você: Os bastidores do término de Luisa Sonza e Chico Moedas; veja vídeo

Destaques do NSC Total