nsc

publicidade

Comunidade 

Domingo tem corrida maluca no bairro Vendaval em Biguaçu 

Sétima edição do evento começa às 10 horas e deve contar com a participação de cerca de 40 carrinhos 

02/08/2019 - 12h11 - Atualizada em: 02/08/2019 - 12h18

Compartilhe

Caroline
Por Caroline Stinghen
Pessoal da Comcap se prepara para a corrida deste fim de semana
Pessoal da Comcap se prepara para a corrida deste fim de semana

Apertem os cintos que os motoristas mais aventureiros da região já estão preparados para a 7ª edição da Corrida Maluca de Biguaçu. O evento, que já entrou até para o calendário municipal, ocorre neste domingo, no bairro Vendaval, a partir das 10 horas. A organização espera que entre 30 e 40 carrinhos participem da brincadeira.

A ideia é que os carrinhos de rolimã sejam customizados, como no desenho da corrida maluca. Ano passado, por exemplo, teve carro da Penélope Charmosa, do Super Mario e do Luigi, e até o pessoal da Comcap, de Florianópolis, participa com um carrinho customizado com materiais reaproveitáveis. O veículo é uma réplica do caminhão compactador 218, e tem 2,5 metros de comprimento e 1,7 metros de altura. É a terceira vez que o pessoal da Comcap participa da corrida. Após o evento, o caminhão será exposto no Museu do Lixo, que fica dentro da sede da Comcap, no bairro Itacorubi, na Capital.

A corrida ocorre na Rua Arnaldo Bunn, onde tem uma descida inclinada com uma curvinha perigosa, que é justamente onde os motoristas precisam mostrar que são bons.

De acordo com um dos organizadores do evento, Joserlei Coelho, qualquer pessoa pode participar, mas os candidatos precisam, obrigatoriamente, apresentar um carrinho sem motor, com freios, e o motorista precisa usar um capacete totalmente fechado. Os abertos não serão permitidos. Toda a via já está cercada com pneus e uma ambulância vai ficar no local durante todo o evento, que vai das 10h às 12h, e das 13h às 16h.

As inscrições são gratuitas e serão realizadas no local, das 8h às 9h30min, informou Coelho. Aos espectadores, a organização pede que levem um quilo de alimento não perecível, que será doado ao Lar do Idoso Osvaldo Alípio da Silva, o asilo do seu Doca, que também fica em Biguaçu. No ano passado, cerca de 1,2 mil pessoas foram assistir a Corrida Maluca.

— A gente ainda pede para o pessoal não levar bebida. Vão ter barracas no local, e o lucro também será revertido ao asilo — explicou o organizador do evento.

Carreteiro beneficente

Ao meio-dia, os organizadores da Corrida Maluca ainda estão preparando um almoço especial com carreteiro para toda a comunidade. As pulseirinhas que garantem o almoço e um copo reciclável custam R$ 20 e também serão vendidas no local, no dia do evento. Todo o lucro do carreteiro também será revertido ao asilo do seu Doca.

— Em 2012, a gente desceu com um carrinho de rolimã naquela rua e gravamos um vídeo. Fez sucesso na internet, deu muita repercussão. Então resolvemos criar um evento beneficente e justamente ajudar o asilo, que sempre precisa de apoio — contou Joserlei Coelho.

O Lar do Idoso Osvaldo Alípio da Silva atende 40 idosos e conta com 30 funcionários. O espaço já correu risco até de fechar por falta de dinheiro. No ano passado, a renda revertida da corrida maluca para o asilo chegou ao valor de R$ 10 mil, o que ajudou nas despesas com contas, salários de funcionários e com comida.

Os carrinhos

No ano passado, carrinhos dos mais variados tipos, e de todos os cantos do Estado - e até do Paraná, participaram do evento.

(Foto: )
(Foto: )

Serviço

O quê: Corrida Maluca de Biguaçu.

Onde: Na Rua Arnaldo Bunn, na esquina com a Major Livramento, no bairro Vendaval.

Quanto: Neste domingo, dia 4 de agosto. As inscrições começam às 8h, e a largada será às 10h.

Quanto: A participação na corrida é gratuita. O almoço com carreteiro custa R$ 20.

Deixe seu comentário:

publicidade