Mais de 3 milhões e 350 mil processos estão em andamento nas diversas instâncias da Justiça catarinense. Usar a inovação para dar maior celeridade nas respostas à população é uma das metas do desembargador Ricardo Roesler, empossado na última sexta-feira (31) para presidir o Tribunal de Justiça de Santa Catarina no biênio 2020/2021, em substituição a Rodrigo Collaço.

Continua depois da publicidade

— O presidente do Tribunal é também o administrador da Justiça de Santa Catarina. Mal comparando, é como assumir a maior empresa do Estado. Temos 12 mil servidores, entre concursados e terceirizados, cerca de 510 juízes, 94 desembargadores, 111 comarcas, 158 prédios e 3 milhões 350 mil processos em andamento — afirmou Roesler, em entrevista ao Notícia na Manhã desta segunda-feira (3).

A gestão de Roesler será focada em três eixos: integração, informação e inovação.

— Está em gestação um laboratório jurídico dentro do tribunal, fazendo convênios com universidades, para utilizar melhor a tecnologia e a inteligência artificial, lá na atividade fim, para dar uma prestação judicial mais célere e eficaz.

Roesler também promete incentivar tribunais conciliadores e juizados especiais. O presidente do TJ, que comandou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nas eleições de 2018, comentou ainda a popularidade que o judiciário passou a ter, principalmente com o uso de redes sociais.

Continua depois da publicidade

As transmissões da TV tornaram o Supremo Tribunal Federal mais conhecido. Hoje todos sabem a "escalação" do Supremo e não sabem a escalação da Seleção Brasileira. Todos sabem as posições dos ministros. Ricardo Roesler

Perfil

Natural de São Bento do Sul, Roesler começou a carreira como juiz substituto em 25 de maio de 1987. Atuou nas comarcas de Joinville, Barra Velha, Sombrio, Jaraguá do Sul e novamente Joinville, onde permaneceu por 14 anos, de 1993 a 2007. Em novembro de 2007, passou ao cargo de juiz de direito de 2º grau. Assumiu como desembargador em junho de 2012. Foi eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) em dezembro de 2017 e assumiu o cargo em março de 2018. Comandou no Estado de Santa Catarina as eleições de 2018. Por último, integrava a 3ª Câmara de Direito Público do TJSC.

Destaques do NSC Total