nsc
dc

Mobilidade urbana

"É importante ter infraestrutura", diz especialista sobre uso de bicicletas e patinetes em Florianópolis

Para o coordenador do Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC, incentivo ao transporte alternativo deve ser acompanhado da estrutura necessária para garantir segurança aos usuários

05/09/2019 - 06h45

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Falta de ciclovias é um dos problemas apontados por relatório feito pela empresa que administra bikes e patinetes
Falta de ciclovias é um dos problemas apontados por relatório feito pela empresa que administra bikes e patinetes
(Foto: )

A empresa responsável pela operação dos patinetes Grin e bicicletas Yellow entrega nesta quinta-feira (5) para a prefeitura de Florianópolis um relatório inédito com detalhes sobre o uso dos equipamentos na cidade de dezembro de 2018 até agosto deste ano. O estudo mostra que, desde o início da operação, o uso dos patinetes cresceu mensalmente 12% na cidade e o de bicicletas, 17%.

Segundo a empresa, os usuários rodaram, em média, 60 mil quilômetros por mês na Capital. Para efeito de comparação, é o equivalente a quase mil viagens entre o Sul e o Norte da Ilha.

O coordenador do Observatório da Mobilidade Urbana da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Bernardo Meyer, aponta que é favorável a todas as inovações que estão chegando a Florianópolis, mas ressalta que os patinetes e outros modais estão alterando a dinâmica do trânsito da cidade:

— Essa nova dinâmica está produzindo também novos conflitos que a gente não estava acostumado. Antes era pedestre e carro, o tradicional, agora não. Isso cria a necessidade de duas coisas: normatização e geração de infraestrutura necessária.

Em relação ao uso dos patinetes, Meyer aponta também que ainda não existem mais estudos específicos sobre isso, mas há uma impressão por parte dos especialistas de que o uso tem sido mais focado no lazer, e não tanto no transporte diário:

— Não estudamos os patinetes especificamente ainda, mas temos a impressão de que é algo mais usado no lazer, para brincar, para turistas, muito mais do que como meio de transporte. Entretanto, não deixa de ser um meio de transporte. Acho que o preço ainda é um pouco caro para as pessoas usarem regularmente — avalia o professor.

Dicas para o uso seguro dos patinetes e bikes:

- Antes de sair, planeje o caminho;

- Use sempre o capacete bem preso à cabeça e ajustado adequadamente;

- Não trafegar com mais de uma pessoa;

- Idade mínima de 18 anos para locação de equipamentos;

- Dê sempre preferência ao pedestre. Lembre-se: o pedestre é o mais vulnerável. É obrigação de todos cuidar da sua segurança;

- Não use celular nem fone de ouvido enquanto conduz a bike ou o patinete. Esteja atento a sua condução;

- Respeite sempre os semáforos e as sinalizações de trânsito;

- Jamais conduza a bike ou o patinete se houver ingerido álcool;

- Segure sempre o guidão com as duas mãos;

- Esteja atento a irregularidades nas vias, como buracos, bem como galhos e árvores que possam oferecer riscos no seu trajeto.

Fonte: Grow, responsável pelas marcas Grin e Yellow

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas