nsc
    nsc

    Orgulho de ser Manezinho

    Ecologia, cultura, lazer e alta gastronomia são a combinação para uma estadia perfeita em Florianópolis

    Um dos melhores resorts do Brasil, Costão do Santinho valoriza a preservação ambiental e cultural da capital catarinense

    19/03/2021 - 17h06

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Costão do Santinho
    Costão do Santinho
    (Foto: )

    Há cerca de 40 anos, quando adquiriu alguns terrenos no entorno do costão sul da Praia do Santinho, Fernando Marcondes de Mattos tinha um sonho: criar um empreendimento que fosse referência internacional, mas que, ao mesmo tempo, preservasse a natureza, a cultura e a história de Florianópolis. Por isso, inúmeros elementos que fazem parte da tradição e do “ser manezinho” são encontrados em quase um milhão de metros quadrados onde, em 1991, foi construído o Costão do Santinho Resort, um espaço pioneiro para o turismo do estado.

    Naquele paraíso que abriga inscrições rupestres (provavelmente marcadas por tribos pré-coloniais que viveram na Ilha, conhecidos como “Homens do Sambaqui”), ruínas de antigos engenhos de farinha e barracões de pesca – elementos típicos da colonização açoriana –, Marcondes de Mattos viu a oportunidade de unir sua paixão por Florianópolis ao seu propósito de empreender e inovar o turismo na cidade.

    Surgiu, assim, o Costão do Santinho Resort. Com uma estrutura diferenciada, mesclando hotelaria e unidades residenciais, o empreendimento é único em sua essência. Sua construção teve início juntamente com o “boom” do turismo em Florianópolis. Embora os primeiros órgãos públicos relativos à atividade tenham sido implantados nos anos 1950, foi em meados da década de 1980 que a capital catarinense se tornou o destino dos sonhos de turistas de diversas partes do Brasil e do mundo.

    Atento às necessidades do mercado, o empresário criou, 40 anos atrás, o Fórum Permanente de Turismo, que reúne poder público, entidades do setor de turismo, e sociedade civil e tem como missão ampliar os debates sobre turismo, discutir planejamentos estratégicos e propor ações que permitam a construção de um turismo sustentável e de qualidade, que traga benefícios para os profissionais, a comunidade e, obviamente, para os turistas.

    Preservar a natureza, a história e as tradições é um cuidado permanente

    Os cuidados com a natureza fazem parte da essência do Costão do Santinho. O resort tem, como cláusula pétrea, a preservação permanente da Mata Atlântica do seu entorno. Dos quase um milhão de metros quadrados de área do empreendimento, 700 mil m² são de vegetação nativa, e formam a Unidade de Conservação do Morro das Aranhas, uma das maiores Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) em área urbana do país.

    A gestão ambiental contempla, ainda, as atividades diárias do complexo hoteleiro. Sua estação de tratamento de efluentes é uma das mais eficientes e modernas no Sul do país e permite a reutilização de 100% da água tratada, destinada para irrigação de jardins, campo de futebol, campo de golfe, lagos artificiais e lavagem de áreas externas.

    Pesca da tainha também é preservada e incentivada pelo Costão

    A Praia do Santinho é um reduto manezinho de pescadores que, todo ano, entre maio e junho, se lançam ao mar em busca da tainha – tão apreciada por nativos e turistas. O Resort mantém, há anos, uma parceria com os pescadores locais, comprando boa parte da safra e disponibilizando canoas e redes de pesca para manter viva essa importante prática da cultura local.

    De olho nas próximas gerações, o Costão do Santinho, em parceria com o Projeto Social IAS, recebe a visita de alunos de escolas de Florianópolis em passeios educativos com lições sobre a história, a fauna e a flora do Morro das Aranhas.

    O Morro das Aranhas emoldura o complexo hoteleiro e, em suas pedras, é possível observar inscrições rupestres que datam de mais de cinco mil anos e que compõem o Museu Arqueológico do Costão – primeiro museu a céu aberto do país. Os hóspedes mais aventureiros podem explorar a trilha do Morro das Aranhas, que liga a Praia do Santinho à bela Praia do Moçambique (a maior da Ilha, em extensão).

    Desenvolvimento e expansão sem perder a qualidade

    Atualmente, o Costão do Santinho é um complexo com unidades de hotelaria, campo de golfe, trilhas ecológicas, quadras de esportes, nove piscinas, seis restaurantes e o terceiro maior spa do Brasil, que oferece mais de 30 tratamentos de relaxamento para os hóspedes.

    A gastronomia é uma atração à parte no Costão: são seis restaurantes que oferecem o melhor da cozinha internacional em cardápios elaborados por chefs renomados, além de quatro bares, que oferecem experiências inesquecíveis ao paladar.

    Além de destino de lazer, o Costão é um importante destino de turismo de eventos, e vem colocando Florianópolis na rota de grandes shows e eventos corporativos, dando ainda mais visibilidade à cidade.

    – Uma das minhas maiores realizações é ter a certeza de que venho trabalhando para o desenvolvimento do turismo de Florianópolis, com inovação, alto padrão de serviços, preservação da natureza, da cultura, das nossas tradições e geração de empregos, contribuindo, assim, para o desenvolvimento econômico e social da região – afirma Fernando Marcondes de Mattos.

    Acompanhe o especial Orgulho de Ser Manezinho

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas