nsc
    hora_de_sc

    Vida marinha

    Elefante-marinho aparece em praia de Palhoça, na Grande Florianópolis

    Animal de 3,55 metros de comprimento foi avaliado, está saudável e procurou a areia para descansar

    05/07/2020 - 17h55 - Atualizada em: 05/07/2020 - 19h20

    Compartilhe

    Jean
    Por Jean Laurindo
    Elefante-marinho foi monitorado, está saudável e procurou a praia como local de descanso, segundo técnicos
    Elefante-marinho foi monitorado, está saudável e procurou a praia como local de descanso, segundo técnicos
    (Foto: )

    Um elefante-marinho-do-Sul apareceu neste sábado (4) e domingo (5) na região da Ilha do Papagaio, em Palhoça, na Grande Florianópolis.

    O animal é um macho, com 3,55 metros de comprimento e foi avaliado por técnicos do Instituto Australis, com o apoio de veterinários da associação R3 Animal, por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

    > Exercício físico na quarentena pode não melhorar o bem-estar emocional

    Os técnicos monitoraram a temperatura em várias partes do corpo do elefante-marinho e constataram que ele está aparentemente saudável e usou as praias de Palhoça apenas como local de descanso.

    Segundo informações da R3 Animal, o elefante-marinho-do-Sul é o maior animal do grupo dos pinípedes, como os lobos-marinhos, leões-marinhos e focas. Eles se distribuem nas ilhas subantárticas, onde se reproduzem.

    Segundo a ONG R3 animal, a presença da espécie no litoral catarinense é ocasional. Nesta época do ano, é possível que saiam de colônias reprodutivas da Argentina e se dirijam ao Norte. O nome científico da espécie é Mirounga leonina. O nome popular se dá por conta das narinas bem desenvolvidas nos machos adultos, lembrando uma tromba de elefante.

    Os machos podem chegar a cinco metros de comprimento, pesando quatro toneladas e as fêmeas nunca alcançando mais do que 2,5 metros, com peso de 400 quilos. Eles costumam se alimentar de lulas e peixes.

    > Cinco dias após ciclone, SC tem 98% da rede de energia elétrica normalizada

    A R3 animal orienta banhistas que encontrei o animal a ligar imediatamente para o PMP-BS pelo telefone 0800 642 3341. A ligação é gratuita.

    Animal não é considerado agressivo, segundo técnicos, e procurou a praia para descansar
    Animal não é considerado agressivo, segundo técnicos, e procurou a praia para descansar
    (Foto: )

    Confira outras orientações para quem encontrar estes animais na praia:

    - Mantenha distância e ajude a isolar a área. Embora elefantes-marinhos não sejam animais agressivos, caso sintam-se ameaçados podem tentar se defender.

    - Evite o contato deles com animais de estimação, pois eles podem transmitir doenças ao pinípede, e vice-versa. Caso cachorros tentem atacar o animal, ajude mantendo-os afastados.

    - Evite tirar fotos com o uso de flash. Nunca forneça alimento ou force o animal a entrar na água, pois ele quer apenas descansar.

    - Colabore com a sensibilização e conscientização da comunidade.

    Presença do animal chamou atenção de técnicos e de quem estava no local
    Presença do animal chamou atenção de técnicos e de quem estava no local
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas