publicidade

Conversas

Em busca de apoio à reforma da Previdência, presidente retoma conversas com partidos

Presidente deve se reunir com líderes do PSL, PR, Novo, Avante, Podemos e Solidariedade 

09/04/2019 - 09h46

Compartilhe

Por Agência Brasil
Presidente conversou com representantes do PRB, PSD, PSDB, DEM, PP e MDB na semana passada
Presidente conversou com representantes do PRB, PSD, PSDB, DEM, PP e MDB na semana passada
(Foto: )

O presidente Jair Bolsonaro retoma o diálogo com dirigentes de partidos políticos em busca de apoio para a aprovação de medidas no Congresso Nacional, especialmente a reforma da Previdência. Nesta terça (9) e na quarta-feira (10), Bolsonaro deve se reunir com representantes de seis legendas: PSL, PR, Novo, Avante, Podemos e Solidariedade.

— O presidente Jair Bolsonaro acredita que o encontro com os presidentes de partidos, na semana passada, e os que vão ocorrer esta semana, significam um reforço muito importante, sob o ponto de vista político, à reforma da Previdência — afirmou o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros.

Na agenda presidencial desta terça constam reuniões com o PR e o Solidariedade. Às 11h30min, Bolsonaro receberá o senador Jorginho Mello (PR/SC) e o deputado Wellington Roberto (PR/PB).

Na sequência, irão ao Palácio do Planalto os deputados Paulinho da Força (SP), presidente nacional do Solidariedade, e Augusto Coutinho (PE), líder do partido na Câmara. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participa das reuniões com os partidos.

Conselho

Na semana passada, após se reunir com seis partidos (PRB, PSD, PSDB, DEM, PP e MDB), o presidente propôs a criação do conselho de governo para viabilizar a interlocução entre o governo, os partidos e o parlamento.

— Ele anunciou inclusive a intenção de criar um conselho político, para aproximar o governo dos partidos e do Congresso, como um novo modelo de articulação — afirmou Rêgo Barros.

Antes das reuniões com os partidos, Bolsonaro participará hoje da marcha dos prefeitos, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios. À tarde o presidente dará posse ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, e depois comandará a reunião do conselho de governo, integrada pela equipe ministerial.

Deixe seu comentário:

publicidade