nsc

    Tênis em SC

    Em Florianópolis, Brasil x Alemanha pela Fed Cup, versão feminina da Davis, terá entrada gratuita

    Qualifiers da principal competição de times no tênis feminino terá ingressos liberados por um quilo de alimento

    17/01/2020 - 13h00 - Atualizada em: 17/01/2020 - 13h41

    Compartilhe

    Por Ronaldo Fontana
    Fed Cup será disputada no Costão do Santinho Resort, no Norte da Ilha, em Florianópolis
    Fed Cup será disputada no Costão do Santinho Resort, no Norte da Ilha, em Florianópolis
    (Foto: )

    Nos dias 7 e 8 de fevereiro, as equipes de tênis de Brasil e Alemanha estarão em Florianópolis pelas qualificatórias da Fed Cup – versão feminina da Copa Davis. O Qualifiers da principal competição de times no tênis feminino terá ingressos disponibilizados para todos que levarem um quilo de alimento não perecível, que será doado para uma instituição beneficente.

    — Por uma questão de operação, os ingressos serão disponibilizados no dia do evento. A pessoa chega lá com o quilo de alimento, passa na bilheteria e tem o acesso liberado — comenta o presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Rafael Westrupp.

    Rafael Westrupp, presidente da CBT, participou do Debate Diário desta sexta-feira (17)
    Rafael Westrupp, presidente da CBT, participou do Debate Diário desta sexta-feira (17)
    (Foto: )

    As partidas, que serão disputadas em até cinco confrontos no Costão do Santinho Resort, no Norte da Ilha, fazem parte dos Qualifiers da Fed Cup e reúnem 16 equipes. O vencedor de Brasil x Alemanha garantirá vaga no Grupo Mundial para o Budapest Finals, na Hungria, em abril deste ano.

    A equipe brasileira já foi definida pela capitã Roberta Burzagli: Gabriela Cé, Carolina Meligeni Alves, Luisa Stefani, Laura Pigossi e Teliana Pereira, atleta que conquistou o Women's Tennis Association (WTA), também no Costão do Santinho, em 2015.

    Nos dois dias de evento, a estimativa da CBT é de que 180 empregos diretos sejam gerados com a competição, além de uma movimentar a economia local.

    —A gente estima, entre alimentação, transporte e estadia para a competição, uma movimentação financeira de R$ 700 mil — acrescenta Westrupp.

    Colunistas