nsc
an

AGENDA NORTE

Em SC, Queiroga afirma que Ministério da Saúde está "vigilante" para casos de hepatite e varíola

Apesar disso, ambas as doenças ainda não causam preocupação aos sistemas de saúde, segundo ministro

28/05/2022 - 15h43 - Atualizada em: 28/05/2022 - 15h45

Compartilhe

Luana
Por Luana Amorim
Ministro esteve em Joinville neste sábado (28)
Ministro esteve em Joinville neste sábado (28)
(Foto: )

O Ministério da Saúde está vigilante em relação a possíveis casos de hepatite misterior em crianças e da varíola dos macacos no país. Apesar disso, ambas as doenças ainda não causam preocupação aos sistemas de saúde, segundo ministro Marcelo Queiroga, que cumpriu agenda em Joinville, no Norte de Santa Catarina, neste sábado (28). 

Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

De acordo com o ministro, até o momento, são 64 caso suspeitos da hepatite no Brasil - em Santa Catarina, três são monitorados pela Diretoria de Vigilância em Saúde (Dive-SC) - e nenhum confirmado. Porém, o ministro admite que o país pode registrar infectados pela doença. 

— Existe a probabildade de um caso confirmado [hepatite]. São situações que merecem o monitoramento, mas que ainda não causam preocupação no sistema público de saúde — diz. 

Em relação a varíola dos macacos, não há casos suspeitos no país. Mesmo assim, o ministério segue em alerta. 

— Isso ainda não nos leva uma preocupação nos sistemas de saúde. Essa doença não tem a mesma transmissibilidade da Covid-19 e ainda não há vacina. Não se sabe qual será a estratégia, mas ainda não necessita de uma vacinação em massa. Se precisar, será para os profissionais da saúde — complementa.

Queiroga também relembrou sobre a importância da colaboração da população para evitar a disseminação de outras doenças, como a dengue. Só em Santa Catarina, 47 mortes pela doença já foram confirmadas em 2022. 

Ministro esteve visitando hospitais de Joinville neste sábado
Ministro esteve visitando hospitais de Joinville neste sábado
(Foto: )

Ministro visita hospitais em Joinville 

Neste sábado, Queiroga visitou as estruturas dos hospitais São José e Infantil Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville. Segundo o prefeito da cidade, Adriano Silva (Novo), a vistoria é importante para que a pasta conheça a realidade da região. 

— O trabalho da saúde é um trabalho conjunto, municipal e federal. São vários momentos e pontos que tem que ser rediscutidos. O que estamos trazendo aqui é a realidade do dia, para ver se tem mais apoio, para que reformas possam ter celeridade para os municipios e o cidadão brasileiro — diz. 

Além de Joinville, Queiroga também visitou o Hospital Jaraguá e o Hospital São José, em Jaraguá do Sul. Nas unidades, ele foi cobrado por melhorias — mais de um leito de UTI pediátrica e aporte financeiro para reforma e ampliação da pediatria e da maternidade - e a criação de um atendimento em cardiologia.

Na agenda de Queiroga também está prevista a participação na cerimónia de 85 anos da Associação Catarinense de Medicina (ACM), em Florianópolis. Ele embarca para Brasília por volta das 21h30min.

*Com informações do repórter Guilherme Barbosa, repórter da NSC TV

Leia também: 

Joinville chega a dez mortes por dengue em 2022

Argentina confirma primeiro caso da varíola dos macacos

SC registra mais sete mortes por dengue, e total de óbitos chega a 47

Colunistas