nsc
    nsc

    Juntos por Santa Catarina

    Em tempos de distanciamento, projeto de meliponicultura urbana reconecta as pessoas com a natureza  

    A iniciativa preserva as abelhas nativas sem ferrão e restaura ecossistemas. Empresária participa do Programa Sebrae Delas Mulher de Negócios  

    19/10/2020 - 12h40 - Atualizada em: 19/10/2020 - 12h41

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Em tempos de distanciamento, projeto de meliponicultura urbana reconecta as pessoas com a natureza
    (Foto: )

    Com a pandemia, muitas empresas precisaram remodelar seus negócios para atuar no ambiente on-line. A engenheira ambiental e meliponicultora Stefânia Hofmann havia acabado de criar sua empresa URBEES, com o auxílio do Progama Sebrae Delas Mulher de Negócios, quando Florianópolis adotou as primeiras medidas de isolamento social. Seu projeto, que visa reconectar as pessoas com a natureza por meio da criação de abelhas nativas sem ferrão, se adaptou às novas condições de trabalho, investindo principalmente em uma maior presença nas redes sociais.

    A ideia do projeto surgiu quando Stefânia conheceu as abelhas nativas sem ferrão em 2019 e percebeu que poucas pessoas sabiam da possibilidade de criá-las em casa.

    — A população brasileira perdeu o contato com as abelhas nativas. Entendemos por abelhas uma única espécie, a que pica, tem ferrão, e pode matar. Nos distanciamos das abelhas mansas, nativas, e da importância delas. O projeto tem o propósito de trazer essas abelhas de volta para o convívio das pessoas, regenerar os ecossistemas locais, e regenerar a conexão das pessoas com a natureza — explica a empresária.

    Ao participar do Programa Sebrae Delas Mulher de Negócios, o projeto tomou forma.

    — Eu falava para as pessoas que eu tinha um projeto com abelhas, de criar abelhas em casa, e ninguém entendia muito bem o que era. E no final do ano, eu resolvi fazer um piquenique aberto em um parque, e convidei principalmente as mulheres do Programa — conta Stefânia. Em março, a pandemia estourou, mas como seu negócio ainda era muito novo, a engenheira ambiental diz que a URBEES se moldou online, utilizando o Facebook e sobretudo Instagram para divulgar seu projeto e formar parcerias.

    Nessa adaptação, Stefânia está transformando o curso de manejo de colmeias que oferecia pessoalmente em um manual on-line. Ela continuou vendendo enxames e, hoje, já são 65 famílias praticando a meliponicultura em Florianópolis, regenerando cerca de 30 mil hectares urbanos graças à ação das abelhas.

    Perto de sua empresa completar um ano em dezembro, Stefânia relembra a trajetória que fez até aqui e comenta sobre a ação do Sebrae/SC e de sua turma do Sebrae Delas.

    — O mais legal é que as mulheres têm uma potência juntas, então todo mundo se ajuda. Principalmente na parte de força, de networking, de divulgação. Tanto é que muito da primeira ação do projeto foi através das mulheres do Delas, que começaram a divulgar o piquenique — ressalta.

    >> Leia mais: movimento Juntos Por Santa ​Catarina reúne iniciativas inspiradoras de quem vem enfrentando a crise da Covid-19.​​​​​​​​​​​​​​​​

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas