Santa Catarina registrou aumento de 40,75% no número de casos confirmados de dengue, comparando o os números de 1º de janeiro a 6 de novembro de 2023 (117.677 casos) com o mesmo período do ano anterior (83.606 casos).Os dados são do último informe epidemiológico divulgado na segunda-feira (6) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive). Até o momento, foram confirmados 99 mortes pela doença.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Os focos de dengue também apresentaram aumento. Até o momento, foram identificados 61.589 focos
do mosquito Aedes aegypti em 236 municípios. Comparando com o mesmo período de 2022, houve um aumento de 2% nos focos. Já com relação aos municípios infestados, a elevação foi de 14,18% no total.

Chikungunya

Os casos confirmados de chikungunya mais que dobraram em Santa Catarina. No período de 1º de janeiro a 6 de novembro de 2023, 51 dos 866 casos suspeitos da doença foram confirmados no Estado, contra 25 casos no mesmo período de 2022, o que representa um incremento de 104%.

Continua depois da publicidade

Zika

Os casos suspeitos de zika tiveram redução em Santa Catarina: em 2023 foram notificados 221 casos suspeitos, contra 523 em 2022, uma redução de 42,25%. No entanto, nenhum dos casos foi confirmado.

Dicas para combater mosquito da dengue

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia também

Drone é usado em Chapecó como aliado no combate à dengue

Falsos agentes da dengue que assaltaram idoso em Blumenau são condenados

Destaques do NSC Total