nsc
dc

Ensino superior

Enem 2022: o que você precisa saber sobre inscrições, isenção e provas

Inscrições começam nesta terça e seguem até dia 21; pagamento da taxa pode ser feito com Pix

10/05/2022 - 05h00 - Atualizada em: 10/05/2022 - 16h39

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Folhapress
Por Folhapress
Em 2021, SC teve menor número de inscritos em 13 anos
Em 2021, SC teve menor número de inscritos em 13 anos
(Foto: )

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta terça-feira (10) e podem ser realizadas até 21 de maio. Pela primeira vez, os interessados em participar do exame poderão efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de Pix e cartão de crédito.

O resultado dos recursos para isenção da taxa de inscrição já está disponível na Página do Participante. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ressalta que a aprovação dos pedidos não garante a inscrição no exame.

A taxa de inscrição para o Enem 2022, versões digital ou impressa, foi mantida no valor de R$ 85. O período para efetuar o pagamento se encerra em 27 de maio. A participação no exame apenas será garantida apenas após a confirmação do pagamento da taxa.

O pagamento da taxa de inscrição também poderá ser feito por meio do tradicional boleto, que deve ser gerado na Página do Participante e pago em qualquer banco, casa lotérica, aplicativos bancários ou agência dos Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos por esses correspondentes bancários e respeitando os horários de compensação.

Já os interessados em fazer o Enem 2022 que obtiveram a isenção da taxa devem realizar a inscrição na Página do Participante, mas não precisam efetuar o pagamento para confirmar a participação.

Provas

As provas serão realizadas nos dias 13 e 20 de novembro. A aplicação dos testes impressos seguirá o horário de Brasília. A abertura dos portões será às 12h, e o fechamento às 13h. O início das provas será às 13h30min. No primeiro dia de Enem, o término das provas será às 19h. No segundo dia de testes, às 18h30.

O exame será constituído de quatro provas objetivas e uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha.

No primeiro dia do exame, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e redação (língua Portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação); e de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia).

A aplicação terá 5 horas e 30 minutos de duração, contadas a partir da autorização do chefe de sala para o início das provas.

No segundo dia do exame, serão aplicadas as provas de ciências da natureza (química, física e biologia) e matemática e suas tecnologias. A aplicação terá 5 horas de duração, contadas a partir da autorização do chefe de sala para o início das provas.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no Portal do Inep, até o terceiro dia útil após o último dia de aplicação.

Atendimento especializado

O participante que precisar de atendimento especializado deve realizar a solicitação no momento da inscrição e anexar a documentação que comprove a necessidade do atendimento. Será oferecido recurso para participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, deficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

Na documentação comprobatória, é necessário constar o nome completo do participante; o diagnóstico emitido pelo profissional de saúde competente, com a Classificação Internacional de Doença (CID 10); e a assinatura e identificação do profissional, com o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.

O participante que solicitar tempo adicional precisa justificar, no laudo médico, de forma expressa, o motivo da solicitação de acessibilidade. No caso de lactante, a certidão de nascimento da criança, com idade inferior ou igual a um ano, deverá ser anexada na Página do Participante.

Nome social

Outra novidade do edital do Enem 2022 é em relação ao tratamento por nome social. Agora, o participante que se identifica e quer ser reconhecido socialmente pela sua identidade de gênero e que já tem o respectivo nome cadastrado na Receita Federal será identificado pelo nome social no momento da inscrição. Contudo, será necessário confirmá-lo na Página do Participante, entre os dias 23 e 28 de junho.

Já aqueles que querem ser identificados pelo nome social e não têm o respectivo nome cadastrado na Receita deverão realizar a solicitação de tratamento após a inscrição, no período de 23 a 28 de junho, também pela Página do Participante. 

Para esse procedimento, será necessário apresentar os seguintes documentos de comprovação das condições que o motivam: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido. Documentos enviados fora do prazo ou externos à Página do Participante não serão aceitos. Toda a documentação deverá ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 MB.

Em 2021, SC teve menor número de inscritos em 13 anos

Na última edição do Enem, em 2021, Santa Catarina teve o menor número de alunos inscritos no Enem desde que a prova foi reformulada, em 2009. O Estado teve 75 mil inscrições na edição passada, somando as versões impressa e digital do exame. 

O número é 36% menor do que o registrado no exame de 2020, quando 118 mil estudantes de SC se inscreveram. A última vez em que o Estado teve um número próximo ao registrado neste ano foi justamente no primeiro ano de prova no formato atual, que tem os testes divididos em dois fins de semana, quatro áreas de conhecimento, e serve como forma de acesso a universidades federais. No ano de 2009, foram 78 mil alunos catarinenses inscritos no Enem.

A redução no número de alunos inscritos em SC acompanha o que também ocorreu de forma geral no Brasil. O número de inscritos no país caiu proporcionalmente até mais: 45%. Foram 3,1 milhões de estudantes participando da prova neste ano, contra 5,6 milhões registradas no ano passado.

Colunistas