Durante os primeiros anos de vida, muitas transformações ocorrem na vida do bebê, o que faz com que os pais fiquem ansiosos e, às vezes, preocupados em saber se a criança está se desenvolvendo como o esperado. Desde que o bebê é concebido, ainda dentro do útero, ele começa a crescer e se desenvolver. Esse processo continua mesmo após o nascimento, até o final da adolescência.  

Continua depois da publicidade

> Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

Diferenças nos primeiros meses  

Na infância, o desenvolvimento de meninas e meninos é bem semelhante, apenas alguns pontos apresentam diferenças. “No primeiro ano de vida, a criança apresenta mudanças formidáveis. Geralmente, sustenta a cabeça aos três meses e sorri, senta-se aos seis meses, coloca objetos e mão na boca. Pode engatinhar aos sete; aos oito meses, fica de pé e pode dar os primeiros passos antes do primeiro ano. A dentição geralmente começa aos seis meses e ela balbucia as primeiras sílabas”, enumera o Dr. Hilton Kuperman, endocrinologista pediátrico. 

Meninos crescem mais rápido nos primeiros anos 

No segundo ano de vida, o ritmo de crescimento diminui um pouco, mas ainda é bem acelerado em comparação aos próximos anos. A partir dos 3 anos de idade, a criança passa a crescer de forma mais moderada, mas constante. “[Na infância], os meninos têm uma curva de crescimento mais alta do que as meninas”, acrescenta o Dr. Hilton Kuperman.  

> Estresse crônico na infância: veja como identificar e combater

Continua depois da publicidade

Pais medindo a altura de duas crianças
O desenvolvimento das meninas acelera no período da puberdade (Foto: Shutterstock)

Meninas se desenvolvem mais durante a puberdade  

Geralmente, o desenvolvimento das meninas acelera no período da puberdade, pois começam antes dos meninos. Nessa fase ocorre o estirão, período de crescimento físico. O da menina acontece no início da puberdade. O dos meninos, na segunda metade dela. É por isso que, dos 10 aos 14 anos, elas tendem a ser mais altas do que garotos da mesma idade. Essa situação muda quando os garotos atingem os 17 anos, em média.  

> Entenda como a escola interfere na imunidade das crianças

Garantindo um bom desenvolvimento  

Muitos pais ficam preocupados com o desenvolvimento do filho, se ele está crescendo o esperado, se começou a falar e andar na idade certa etc. É importante saber que, para o desenvolvimento saudável, a criança precisa de uma alimentação adequada e vacinação, como garante o endocrinologista pediátrico. 

“A criança pode começar a andar um pouco antes do primeiro ano e, às vezes, algumas crianças podem começar a andar aos 18 meses, isto de maneira geral. Caso haja uma demora no andar, porém a criança está bem, podemos aguardar mais um pouco. É lógico que se há uma preocupação familiar, recomenda-se procurar o pediatra”, aconselha o Dr. Hilton Kuperman.

Leia também

Conheça as causas da queda de cabelos em crianças

Entenda a importância da convivência entre crianças e pets

Conheça os benefícios da música para o desenvolvimento infantil

Destaques do NSC Total