nsc

publicidade

Oktoberfest apresenta

Entrevista: conheça a Powerkryner, atração da Oktoberfest que mistura tradição alemã e pop

Banda austríaca faz quatro apresentações no Parque Vila Germânica de quarta (23) até sábado (26)

23/10/2019 - 16h54 - Atualizada em: 23/10/2019 - 17h14

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Tradição alemã com pegada pop: conheça a Powerkryner, atração da Oktoberfest
(Foto: )

Depois da passagem da banda Voxx Club pela Oktoberfest Blumenau 2019, é a vez do grupo austríaco Powerkryner dar mais uma mostra de como músicos de países de tradição germânica estão reinventando a música popular acrescentando boas pitadas de pop e rock. Com um repertório recheado de hits criados ao longo de cinco anos de estrada, os sete integrantes da Powerkryner sobem nos palcos do Parque Vila Germânica em quatro noites seguidas, de quarta-feira (23) até o último sábado da festa (27).

Representante do espectro mais pop do gênero musical conhecido como Volksmusik – ou seja, "música popular" –, a Powerkryner bebe de fontes e instrumentos musicais típicos da região alpina da Alemanha, Suíça, Eslovênia, Norte da Itália (região do Tirol, essencialmente germânica) e, claro, da Áustria, para compor suas canções. A maioria das letra é em dialeto austríaco, mas também há algumas em inglês.

A banda foi formada quando os integrantes estavam no exército austríaco, em 2015. Começou a chamar a atenção no ano seguinte, quando pegou o superhit "Stolen Dance", da banda alemã Milky Dance, e com instrumentos de sopro e acordeon e uma batida reta e forte deu uma roupagem completamente nova para a música. Ficou perfeita, inclusive, para uma noite de Oktoberfest:

Stolen Dance

– Nosso som é uma mistura. Fazemos música pop misturada com a música tradicional da nossa região. Também tocamos as músicas antigas, mas sempre com um pegada mais moderna. Dessa forma, fazemos com que o público mais jovem interaja com elementos da música tradicional – explica o guitarrista da banda, Christoph Schrattbauer.

– Como músicos, acho que nosso trabalho é se relacionar com a música do passado, trazendo sua identidade para compor coisas novas – complementa o baterista Alex Riepl.

Ainda em 2015, o grupo venceu o Festival de Música de Viena, o maior do país. Pouco tempo depois, fechava contrato com os produtores musicais Martin Neumayer e Claudius Vlasak, passando a gravar também em Munique, na Alemanha, e também em Nova York. Este ano, a banda lançou seu primeiro álbum, onde reúne várias músicas que fizeram sucesso como singles com materiais que nunca foram divulgados.

Entre os maiores sucessos da banda está "Bin Blau (Da Ba Dee)" e "Ham Kummst" – que conta inclusive com uma versão com o DJ Selecta, com quase 4 milhões de visualizações no YouTube. Os video clipes da banda, aliás, são a principal ferramenta de divulgação de novas músicas.

Bin Blau (Da Ba Dee)

ANSIEDADE PELA ESTREIA

Pela primeira vez fora da Europa, eles estavam ansiosos para conhecer o público brasileiro.

– No exército, já tinha ouvido falar da Oktoberfest de Blumenau através de músicos que haviam vindo tocar na festa. Eles contavam que o povo aqui é muito alegre e gosta de dançar e participar dos shows. Parece diferente da Europa, onde as pessoas tendem a ficar mais escutando e prestando atenção nas músicas – diferencia Christoph.

– Estamos na expectativa para nosso primeiros shows no Brasil. Esperamos fazer um bom trabalho. Será uma grande festa – prevê o vocalista principal da banda, Peter Power.

A Powerkryner faz quatro apresentações na Oktoberfest Blumenau 2019: quarta-feira (23), às 21h30min, no Setor 1; quinta-feira (24), às 22h30min, no Setor 2; sexta-feira (25), às 22h, no Setor 3 e sábado (26), às 22h30min, no Setor 2. Segundo o guitarrista Christoph Schrattbauer, o repertório trará a essência da Powerkryner, com espaço para muita música tradicional – sempre, não esqueçamos, com aquela batida a mais.

Leia mais sobre o que acontece na Oktoberfest Blumenau.

Deixe seu comentário:

publicidade