nsc
an

Agressão

Equipe de TV é agredida em Joinville

Jornalistas da NDTV foram atacados enquanto trabalhavam; associações de classe condenam com veemência a violência

16/05/2021 - 21h04 - Atualizada em: 17/05/2021 - 07h13

Compartilhe

Redação
Por Redação AN
Frequentadores de um bar avançaram sobre o veículo da equipe, quebrando vidros, e tentando forçar a saída dos jornalistas do local
Frequentadores de um bar avançaram sobre o veículo da equipe, quebrando vidros, e tentando forçar a saída dos jornalistas do local
(Foto: )

O repórter Ronaldo Darós e o cinegrafista Ricardo Alves, da NDTV, foram agredidos enquanto produziam uma reportagem no Centro de Joinville, no último sábado (15).

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Ao perceber que estavam sendo filmados, frequentadores de um bar avançaram sobre o veículo da equipe, quebrando vidros, e tentando forçar a saída dos jornalistas do local. O repórter foi agredido com socos no rosto e no estômago e sofreu ameaças de morte. Uma equipe da Polícia Militar esteve no local e um boletim de ocorrência foi registrado.

A Associação Catarinense de Impresa repudiou mais este ato de violência. Em nota, destacou que se trata ''de mais uma tentativa de intimidar profissionais e cercear o trabalho da imprensa”. 

Também em nota, a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT) disse que ''qualquer tentativa de constranger a imprensa em sua missão de informar a população configura atentado contra a liberdade de expressão e o direito fundamental do acesso à informação". 

> SC terá novo decreto de combate à pandemia por 15 dias; veja os detalhes

Nota da ACI

A diretoria da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) tomou conhecimento, na manhã deste domingo, 16, da agressão a dois jornalistas da equipe da NDTV que registravam, no sábado à noite, uma briga generalizada entre clientes de um restaurante, no Centro de Joinville.

Ao perceber que estavam sendo filmados, alguns frequentadores se exaltaram e avançaram sobre o veículo da equipe, quebrando vidros e tentando forçar a saída dos jornalistas. O repórter da emissora foi agredido com socos no rosto e no estômago, além de sofrer ameaças de morte.

A ACI repudia a violência. Trata-se de mais uma tentativa de intimidar profissionais e cercear o trabalho da imprensa, fato que vem se repetindo com uma frequência inaceitável.

Esperamos que a polícia aja com rigor, para identificar e punir exemplarmente os responsáveis.

A Diretoria”

> Morre MC Kevin, aos 23 anos, após cair de varanda de hotel no Rio; veja vídeo

NOTA da ACAERT

“A Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT vem a público manifestar o seu repúdio contra a agressão sofrida pela equipe de reportagem do Grupo ND de Joinville na noite deste sábado, 15 de maio de 2021.

O repórter Ronaldo Darós e o cinegrafista Ricardo Alves foram agredidos enquanto registravam uma briga em um bar, na região central da cidade. O carro de reportagem teve o para-brisa danificado pelos agressores, e um dos profissionais foi atingido com socos e sofreu ameaças de morte.

A ACAERT lembra que qualquer tentativa de constranger a imprensa em sua missão de informar a população configura atentado contra a liberdade de expressão e o direito fundamental do acesso à informação.

Esperamos que as autoridades conduzam uma rigorosa investigação para identificar e punir os responsáveis pelos atos de violência e a tentativa de intimidação dos

Leia também:

Joinville ainda não recuperou vagas de trabalho em todos os setores

Copacabana Palace é multado em R$ 15 mil e interditado para eventos por 10 dias

Joinville passa de 100 mil vacinados com primeira dose contra Covid

Como ficará a orla de Balneário Camboriú após alargamento da praia e reurbanização

Quais são as comorbidades para a vacina da Covid; confira a lista

Saiba o motivo que fez Juliette não renovar o contrato com a Globo

Colunistas