nsc
santa

Saúde pública

Escola é fechada em Camboriú por causa de surto de Covid-19 entre alunos e professores

Unidade vai passar por desinfecção na próxima semana, de acordo com a prefeitura

15/08/2021 - 20h19 - Atualizada em: 16/08/2021 - 06h28

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Colégio atende cerca de 1,2 mil alunos
Colégio atende cerca de 1,2 mil alunos
(Foto: )

A semana vai começar sem aulas na Escola Municipal Artur Sichmann, em Camboriú, Litoral Norte de Santa Catarina. O motivo é o alto número de casos de Covid-19 registrado no retorno das férias escolares. De acordo com a prefeitura, a unidade vai passar por desinfecção e só então irá reabrir as portas.

> Receba as notícias de Camboriú e região no seu WhatsApp. Clique aqui

Conforme comunicado emitido na noite deste domingo (15), a escola ficará fechada entre segunda (16) e quarta-feira (18) para higienização completa. O colégio atende cerca de 1,2 mil alunos. O primeiro caso de Covid-19 neste segundo semestre foi registrado na quinta-feira (12) e a partir daí outros surgiram.

Até o momento são quatro alunos e três professores com teste positivo e mais quatro estudantes aguardando resultado. De acordo com a Administração Municipal, nenhum deles necessitou de internação até o momento e todos estão sendo acompanhados pela Secretaria de Educação.

“A prefeitura está tomando todas as medidas para que os alunos possam voltar em segurança. As aulas serão recuperadas com atividades não presenciais, impressas, que os alunos levarão para fazer em casa depois que as aulas retornarem”, diz o comunicado do Município nas redes sociais.

Esta é a segunda vez que a prefeitura de Camboriú precisa interromper as atividades em uma unidade de ensino por causa da quantidade de infectados pelo coronavírus. O primeiro episódio ocorreu em março, quando houve um surto na creche Eurípedes de Paula da Silva.

Coronavírus na cidade

Desde o início da pandemia, 10.723 pacientes testaram positivo para o vírus em Camboriú. Destes, 160 não resistiram às complicações da doença e morreram. Segundo o boletim deste domingo (15), atualmente 252 moradores estão em tratamento, sendo cinco em UTI e quatro em enfermaria.

A cidade está situada na região da Foz do Rio Itajaí, uma das únicas duas de Santa Catarina que ainda permanecem em nível gravíssimo de transmissão da Covid-19, conforme mapa de risco divulgado pelo governo do Estado neste fim de semana.

Leia também

Veja quem deve tomar a terceira dose da vacina contra Covid na opinião de especialistas

Efeitos colaterais da Pfizer; veja os sintomas mais relatados

Combinação de vacinas contra a Covid-19: tudo que você precisa saber

Colunistas