nsc
dc

Saúde

Exames descartam casos suspeitos de coronavírus em SC

Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC recebeu resultado do exame no fim da tarde desta quarta-feira, após Ministério da Saúde divulgar dois pacientes em análise

29/01/2020 - 17h09 - Atualizada em: 29/01/2020 - 18h12

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Na China, casos já provocaram 132 mortes e isolamento de algumas regiões
Na China, casos já provocaram 132 mortes e isolamento de algumas regiões
(Foto: )

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC (Dive-SC) descartou os dois casos suspeitos de coronavírus que haviam sido notificados em Santa Catarina.

No fim da tarde desta quarta-feira, após a coletiva em que o Ministério da Saúde informou a existência de duas suspeitas em SC e outras sete em todo o país, o Estado recebeu a confirmação do exame feito no Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen). O teste confirmou o diagnóstico como positivo para Influenza B, um dos vírus da gripe.

Os casos haviam sido comunicados ao Ministério da Saúde como suspeitos nessa terça-feira (28). A coleta para os exames ocorreu no mesmo dia. O resultado saiu no fim da tarde desta quarta.

Com isso, os casos passam de suspeitos para descartados no sistema da Dive-SC. A informação será repassada ao Ministério da Saúde, que deve atualizar o status dos casos até esta quinta-feira.

Dessa forma, Santa Catarina não tem nenhum caso suspeito da doença. No país, os outros sete casos ainda serão examinados.

Casal com suspeitas fez escala em Pequim, na China

As suspeitas descartadas de coronavírus envolvem uma mulher de 29 anos e um homem de 28 anos, ambos moradores de São José, na Grande Florianópolis.

Eles viajaram para Bangkok, na Tailândia, no dia 26 de dezembro de 2019, e voltaram para o Brasil em 12 de janeiro de 2020. Na viagem, fizeram escalas em Madrid, na Espanha, e em Pequim, na China, o que motivou a suspeita de coronavírus, já que o país vive um surto da doença, com 132 pessoas mortas desde o início do mês. Eles passaram 12 horas na cidade chinesa.

A mulher começou a apresentar sintomias no dia 25 e o homem, no dia 28. Eles procuraram atendimento médico na UPA Continente, em Florianópolis, com falta de ar, dores musculares, febre, tosse e coriza. Os pacientes receberam alta e receberam orientação para ficar em casa, sem receber visitas ou sair para lugares públicos. Agora, receberão o tratamento para o vírus Influenza B.

Colunistas