nsc
dc

Luto

EXCLUSIVO: 1 ano após chacina em creche, documentário mostra como Saudades supera tragédia

Diário Catarinense foi até o município e conversou com parentes de vítimas, pessoas que ajudaram no resgate e forças de segurança

04/05/2022 - 05h00 - Atualizada em: 04/05/2022 - 10h24

Compartilhe

Luana
Por Luana Amorim
Tiago
Por Tiago Ghizoni
Chacina completa 1 ano nesta quarta
Chacina completa 1 ano nesta quarta
(Foto: )

Foi na manhã de 4 de maio de 2021 que a vida de milhares de moradores mudou em apenas 11 minutos. Um jovem, de 18 anos, entrou em uma creche com uma adaga e matou três bebês e duas professoras em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. 

> 11 minutos, 1 ano depois: como Saudades renasceu após dia de horror

As cicatrizes daquele dia trágico ainda ecoam nas ruas do pequeno município de pouco mais de 10 mil habitantes. Conhecida por sua hospitalidade, a cidade, que entre 2017 e abril de 2021 tinha registrado apenas um homicídio, viu a tranquilidade dar lugar ao desespero e a dor nos dias que suscederam o crime. 

Um ano depois, foram poucas as mudanças na cidade. A fachada da escola passou do amarelo e vermelho para tons de verde e laranja. A sala onde as vítimas foram encontradas mortas deu lugar a uma área de recreação.

Os professores e funcionários da escola, por exemplo, preferem não conversar sobre assunto, assim como pais e familiares das vítimas. Enquanto isso, o autor do ataque segue detido em um hospital psiquiátrico, em Florianópolis, enquanto aguarda o desfecho do processo, que está suspenso. Ele é réu por cinco homicídios triplamente qualificados, além de 14 tentativas de homicídios.

Para mostrar como Saudades está superando a tragédia, o Diário Catarinense foi até a cidade onde conversou com parentes de vítimas, pessoas que ajudaram no resgate e forças de segurança e produziu um documentário sobre o crime que mudou o município.

Assista ao documentário

Colunistas