nsc

publicidade

Atentados

Explosões em igrejas e hotéis de luxo deixam mais de 200 mortos e 450 feridos no Sri Lanka  

Autoria dos ataques na capital, Colombo, e em outras cidades do país asiático ainda é desconhecida 

21/04/2019 - 10h05 - Atualizada em: 21/04/2019 - 10h25

Compartilhe

Por GaúchaZH
Ambulância em frente a uma das igrejas atacadas no Sri Lanka neste domingo (21)
Ambulância em frente a uma das igrejas atacadas no Sri Lanka neste domingo (21)
(Foto: )

Três igrejas católicas e três hotéis de luxo estão entre os alvos de ataques a bomba ocorridos na manhã deste domingo (21) no Sri Lanka. Autoridades já contabilizam um total de oito explosões em Colombo, capital do país do sul asiático, e em outras cidades. A última delas foi conduzida por um terrorista que se explodiu junto com os artefatos e acabou matando também três policiais.

Pelo menos 207 pessoas morreram e outras 450 ficaram feridas nesta série de atentados, considerados os maiores desde o fim da guerra civil que ocorreu há 10 anos. Pelo menos 35 das vítimas fatais são estrangeiras.

Segundo uma fonte que pediu anonimato, ouvida pela agência de notícias AFP, 64 pessoas perderam a vida em uma igreja e hotéis de Colombo. Em Negombo, ao Norte, houve 67 mortes em uma igreja, e em Batticaloa, no Leste, outras 25 morreram também em uma igreja.

Anunciado pelo Ministério da Defesa, um toque de recolher já está em vigor por tempo indeterminado.

Os católicos do Sri Lanka, assim como os dos demais países que seguem essa religião no mundo, celebravam o domingo da ressurreição de Cristo, uma das principais datas do calendário para esses fiéis. Todas as comemorações de Páscoa foram suspensas no país, de acordo com o arcebispado local. O papa Francisco expressou sua tristeza por "todas as vítimas de uma violência tão cruel".

Ainda não há informações sobre os responsáveis, e nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques.

Leias as últimas notícias do NSC Total

Deixe seu comentário:

publicidade