Pela segunda vez, a Fundação Cultural Badesc, em parceria com a Aliança Francesa de Florianópolis, realiza exposição dos artistas selecionados em uma das principais premiações do circuito de artes de Santa Catarina: o Prêmio AF de Arte Contemporânea. Em 2020, o projeto se reinventa, e a mostra coletiva dos finalistas Anna Moraes, Edson Macalini e Jan M.O. será virtual. Dessa forma, não só o público de Florianópolis, mas de todo o país, poderá visitar as obras dos artistas de Santa Catarina.

Continua depois da publicidade

A abertura será neste sábado (12), às 14h, em transmissão ao vivo pelo canal da Fundação Cultural Badesc no YouTube, quando será anunciado o grande vencedor/a; que vai ganhar uma residência artística de três meses na Cité Internationale des Arts, em Paris. Em comum, os três selecionados têm uma trajetória consistente e trabalhos pautados em experimentações de diferentes linguagens e suportes: desde o desenho até processos manuais e experiências industriais, passando por instalação, videoarte, fotografia e intersecção entre arte e natureza.

– Os artistas selecionados têm uma sensibilidade diferente e uma maneira única de considerar a arte – comenta Marilyn Pelicant, diretora da AF Florianópolis. – O Prêmio AF vai oferecer a eles entrada e visibilidade no mundo artístico de Santa Catarina. Além disso, o ganhador terá a oportunidade de encontrar artistas de diferentes lugares e fontes de inspiração com a residência na Cité Internationale des Arts, em Paris, e voltar para o Brasil com ainda mais bagagem.

A sétima edição do Prêmio AF de Arte Contemporânea inaugura um formato de exposição híbrido na Fundação Cultural Badesc. As obras dos artistas serão montadas no espaço expositivo da instituição, na Capital, ainda que a portas fechadas. Na abertura, os três finalistas participam de um bate-papo e o público poderá interagir e fazer perguntas. A mostra permanece montada até final de janeiro a portas fechadas, mas a visita virtual será possível a qualquer dia e horário, pelo site da instituição, até 28 de janeiro.

> Entrevista – Fran Healy: “Compor é como pescar em um lago enorme onde só há um ou dois peixes: boa sorte tentando encontrá-los”

Continua depois da publicidade

A artista Anna Moraes, de Florianópolis, apresenta o resultado de uma pesquisa sobre lugares que possuem o nome Anna, visitados e percorridos virtualmente por ela durante o isolamento social. Essas e outras questões se traduziram em desenhos, objetos, vídeos e esculturas que evocam as possibilidades da representação da linha – tanto no papel quanto no espaço. Já Edson Macalini, de Palhoça, apresenta desenhos, fotografias, objetos e instalações. Ele aborda principalmente a questão da natureza devastada, seus riscos e capacidade de regeneração. Por fim, de Joinville, o artista Jan M. O. exibe vídeos, objetos, máquinas e mecanismos de poesia visual, numa abordagem sobre como as tecnologias que intermediam as relações humanas como redes colaborativas.

Exposição 7º Prêmio AF de Arte Contemporânea 2020, com Anna Moraes, Edson Macalini e Jan M.O

Abertura no dia 12 de dezembro, às 14h. Visitação virtual até 28 de janeiro de 2021

Canal da Fundação Cultural Badesc no YouTube (abertura). Visitação pelo site https://fundacaoculturalbadesc.com/

Gratuito

Destaques do NSC Total