Após um ano da morte de Marília Mendonça em um acidente aéreo, fãs guardam com carinho a lembrança da cantora que conquistou o coração dos brasileiros. Alguns decidiram expor o amor na pele. É o caso de Marta Ribeiro, de 24 anos, que tatuou o nome da cantora na costela e agora está se preparando para fazer o desenho do rosto de Marília.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

— Eu tinha 18 anos, simplesmente acordei e pensei o seguinte: quando a gente ama alguém, a gente demonstra, a gente abraça, beija e fala que ama. Mas e quando se ama um famoso? Como faz? Uma tatuagem! — conta Marta.

A tatuagem foi feita tão no impulso que o tatuador nem cobrou pelo serviço.

Continua depois da publicidade

— ‘Se você estiver falando sério eu faço de graça, porque eu sei que tu vai querer cobrir’, ele disse. As pessoas me julgavam, falavam que eu iria me arrepender, até hoje eu nunca me arrependi — relembra.

O amor de Marta por Marília não foi imediato. A fã conta que no começo detestava as músicas da cantora, que era adorada pelo irmão dela. Porém, após ir a um show em Formosa, Goiás, ainda em abril de 2016, ela se encantou pela energia de Marília no palco.

Marília Mendonça: O que se sabe sobre o acidente um ano depois

—  Eu me apaixonei completamente. Desde então, fui em todos os shows da Marília em Brasília. Cheguei a ir também em alguns lugares fora de Brasília, como João Pessoa, Rio de Janeiro e Goiânia só para vê-la.

Continua depois da publicidade

Em uma das ocasiões, Marta conseguiu entrar no camarim e mostrar a tatuagem para Marília. Ao ver a tatuagem, a cantora abraçou a fã.

— Ela falou que eu era louca e me abraçou bem forte em forma de agradecimento.

Essa não é a única tatuagem de Marta em homenagem à cantora. No braço, ela tatuou “Incapaz de viver sem voce”, frase da música “Abandono de Incapaz”, lançada em 2019. Agora, está na busca por um tatuador capaz de registrar o rosto de Marília Mendonça na panturrilha.

—  Estou planejando porque é um rosto, então tem que ser um tatuador muito bom. Não é qualquer pessoa que pode fazer.

Continua depois da publicidade

Foto de Marília Mendonça
Marta vai usar esta foto para tatuar rosto de Marília Mendonça na panturrilha

Um ano da morte da cantora

Marília Mendonça morreu após o avião em que estava cair em 5 de novembro de 2021. Para os fãs, parece que a cantora ainda não se foi.

— Ainda não consigo acreditar, sinto que a qualquer  momento ela pode voltar  sabe — diz Marta.

O sentimento é compartilhado por Lorena Freitas, de 29 anos, que participou como cover de Marília Mendonça de uma homenagem à cantora no Dia de Finados, dia 2 de novembro, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Continua depois da publicidade

— Pra mim ela nunca morreu, ela está viva pra mim. Gosto de pensar que ela está em outro país e não pode se comunicar, que ela está proibida de entrar no Brasil, coisas assim — diz Lorena.

Ela é vendedora de flores nas ruas e restaurantes de BH e viralizou após a morte da cantora, quando um vídeo seu cantando foi postado nas redes sociais. A semelhança entre as duas vozes foi notada pelos admiradores da Rainha do Sertanejo. Na quarta-feira (2), foi convidada para se apresentar em um encontro de fãs na praça da Estação.

—  A gente vê que ela arrastou uma multidão, encheu o lugar. É um sentimento de luto, por saber que ela não está ali mais. Ela é minha referência na música. É gratificante [fazer o show], mas há um pouco de dor. A gente fez com muito amor, com muito carinho. Foi emocionante — conta Lorena.

Continua depois da publicidade

Apesar de continuar vendendo flores nas ruas, Lorena diz que quer continuar interpretando Marília Mendonça e soltando a voz, para “para representar ela em outros lugares”.

— Não que eu queira ser ela, longe disso, eu só quero homenagear. Tem gente que apoia e me abraçou com muito carinho, mas tem pessoas maldosas, que acham que a gente quer roubar o lugar da Marília. Mas eu acho que essa pessoa não chega a ser fã, não conhece o amor de fã. Quem é fã da Marilia sabe como a gente é grato por quem ela foi, principalmente para as mulheres, mas também para os homens, LGBT, todo mundo.

Veja cover de Marília Mendonça

Homenagem à Marília Mendonça em Florianópolis

Em Florianópolis, a Orquestra Sinfônica de Santa Catarina vai se juntar à Melizza Andrade para apresentar um espetáculo inteiro com as canções de Marília Mendonça. A apresentação acontecerá em 5 de novembro, no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), às 19h.

Melizza é fã de Marília Mendonça e foi quem deu a ideia da criação do espetáculo, que foi aceita tanto pelo presidente da orquestra, André Almeida, quanto pelo maestro José Nilo Valle.

Orquestra Sinfônica de SC faz show especial em homenagem à cantora Marília Mendonça

A história de Melizza mudou completamente após conhecer a Rainha do Sertanejo, em 2016. Natural de Florianópolis, ela começou a cantar aos 15 anos, em uma banda de rock. Ela chegou a dividir o palco com grandes nomes nacionais, como Pitty e Marcelo D2. Aos poucos, porém, começou a incorporar o sertanejo no repertório e atualmente, dá prioridade ao ritmo.

Continua depois da publicidade

— Acompanho a carreira de Marília desde que ela iniciou na música sertaneja. E a forma como ela trouxe o movimento do feminejo me fez gostar ainda mais do ritmo e me fez sentir incluída ao ponto de subir no palco para cantar sertanejo — conta a manezinha.

Mãe de Marília Mendonça, morta há um ano, diz que manteve quarto da filha igual

Os ensaios finais para o espetáculo começaram há duas semanas. Além da Orquestra Sinfônica, a banda de Melizza também participará do evento, que promete tocar os maiores sucessos da cantora.

— Ontem fizemos o ensaio geral e posso garantir que está emocionante. Ver as pessoas se emocionando com o espetáculo será difícil, mas estou trabalhando para que consiga entregar o meu melhor, porque Marília e os fans merecem isso — garante.

Continua depois da publicidade

Veja vídeo dos ensaios da Orquestra Sinfônica de SC

Destaques do NSC Total