nsc

publicidade

ADOÇÃO DE ANIMAIS 

Família de Florianópolis adota cão de rua que teve parte do corpo queimado em Palhoça  

Sorriso teria sido queimado com óleo quente no dia 7 de abril deste ano

20/05/2019 - 14h49 - Atualizada em: 20/05/2019 - 17h26

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Um cachorro de rua de Palhoça, encontrado no dia 7 de abril com parte do seu corpo queimado, possivelmente com óleo quente, foi adotado por uma família da Grande Florianópolis e agora tem um lar. As informações são da NSC TV.

O animalzinho, que vivia pelas ruas de Palhoça, apareceu na estação de ônibus e levou este nome por conta dos seus dentinhos de baixo que são bem aparentes, relata Rosemary Marques, voluntária da APRAP (Amigos e Protetores dos Animais de Palhoça).

“Era um domingo de muita chuva quando recebemos uma ligação dizendo que o Sorriso tinha sido brutalmente queimado. Ele saiu de dentro da estação para dar as voltinhas dele e voltou queimado” - conclui Rose.

Na época, alguns protetores se uniram e passaram a dar apoio com pomadas e medicamentos para dor
Na época, alguns protetores se uniram e passaram a dar apoio com pomadas e medicamentos para dor
(Foto: )

Após ficar internado por 13 dias com tratamento intensivo para queimaduras, Sorriso foi liberado e encaminhado para um lar temporário. Já com alta, passou um período de experiência na casa de um dos candidatos à adoção e a família conquistou Sorriso. O casal, que reside na Cachoeira do Bom Jesus, na Capital, deu ainda mais sentido ao nome do peludo quando o escolheu para acolher, levando uma nova companhia aos outros dois cães de rua que eles também haviam adotado.

Rosemary pode confirmar: “O Sorriso teve um final feliz. Adotado, uma mega família que está cuidando dele muito bem, do jeito que ele precisa. Do jeito que, na verdade, todos merecem. Existem tantos outros "Sorrisos" por aí também precisando de lares. Sempre têm muitos precisando sorrir.

Maltratar é crime

Maus-tratos a animais é crime federal, e a legislação catarinense reconhece cães, gatos e cavalos como seres que possuem sentimentos como dor e angústia, o que agrava qualquer situação de crueldade.

As denúncias podem ser feitas à Polícia Militar, no telefone de emergência 190, ou, no caso de Florianópolis, à Guarda Municipal, pelo 153.

Deixe seu comentário:

publicidade