nsc

publicidade

FESTAS DE OUTUBRO

Fenarreco chega ao segundo ano seguido com prejuízo; saldo ficou negativo em R$ 355 mil

“Números negativos a gente conserta na próxima”, diz diretor-geral de Turismo de Brusque

09/11/2019 - 09h39

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
­
(Foto: )

A Fenarreco de Brusque chegou ao segundo ano seguido com registro de prejuízo, de acordo com balanço divulgado na tarde desta sexta-feira (8). O evento, que em 2019 chegou a 96,6 mil visitantes nos 11 dias, teve despesas muito maiores que as receitas: foram gastos 1,203 milhão e arrecadados R$ 848 mil, totalizando um saldo negativo de R$ 355 mil.

No ano passado o prejuízo ficou em R$ 150 mil. Em 2017 e 2016 houve lucro, de R$ 141 mil e R$ 138 mil, respectivamente. Mesmo com o número (bem) aquém das expectativas, o diretor-geral de Turismo da cidade, Sidnei Dematé, minimizou o impacto e chegou a dizer que o município deve comemorar o resultado da festa.

– Temos mais a comemorar com esse balanço, pois números negativos a gente conserta na próxima festa, mas a identidade e a percepção da família brusquense sobre a festa, caso se perca, dificilmente volta – aponta Dematé.

Ao justificar o prejuízo, Dematé diz que fatores como diminuição no valor da entrada e a manutenção dos preços das bebidas e pratos típicos contribuíram para o número negativo. O diretor-geral do Turismo de Brusque ainda ressalta que essa estratégia foi feita para atrair as pessoas da própria cidade:

– A gente aceitou isso para que pudéssemos trazer a família brusquense para a festa.

Em comparação a 2018, porém, a festa teve um aumento no público. No ano passado apenas 77,9 mil pessoas haviam passado pela Fenarreco, número que cresceu 24% nesta edição – embora seja inferior a outras marcas registradas na década, quando a festa passava (sem esforços) o índice de 100 mil foliões.

Deixe seu comentário:

publicidade