nsc
an

Cultura

Festival de Dança de Joinville é adiado por causa do coronavírus

Evento considerado o maior do mundo em número de participantes chegaria à 38ª edição ininterrupta em julho de 2020

23/04/2020 - 12h29 - Atualizada em: 23/04/2020 - 12h34

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra coreografia que venceu como melhor de 2018
(Foto: )

O Festival de Dança de Joinville teve sua realização em julho de 2020 adiada pela organização. A decisão leva em conta a pandemia do novo coronavírus e a proibição de aglomerações para evitar o contágio — o evento costuma receber até 9 mil inscritos, fazendo dele o maior do mundo em número de participantes. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (23) pelo Instituto Festival de Dança de Joinville, um dia depois do Ministério Público Federal (MPF) pedir informações ao instituto organizador e à Prefeitura de Joinville sobre a data do evento.

O Instituto Festival de Dança de Joinville ressaltou na nota divulgada nesta quinta que, conforme informado anteriormente por meio de duas notas oficiais, "acompanha com atenção e cuidado todos os acontecimentos relativos à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), no Brasil. Também informou que, desde os primeiros dias de isolamento social, alterou diversas etapas de organização do evento para não expor os milhares de participantes, ainda em fase de preparação, a uma rotina que descumprisse esta importante medida de contenção do vírus.

"Considerando que os estados estão em situações diferenciadas de isolamento social, o Instituto decide não realizar o 38º Festival de Dança de Joinville, na data de 21/07 a 01/08/2020", diz a nota. Segundo a organização, uma nova data está sendo estudada para a realização do evento, que poderá acontecer nos meses de setembro, outubro ou novembro de 2020. A realização do evento está condicionada à liberação das autoridades competentes, seguindo todos os protocolos estabelecidos por esses órgãos.

Colunistas