O duelo entre Figueirense e Paysandu previsto para a próxima segunda-feira (8), válido pela segunda rodada da Série do Campeonato Brasileiro, poderá ter de contar apenas com torcida única. A medida está sob avaliação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a pedido da Polícia Militar (PM) e do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que vêem risco de briga entre torcedores.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias de Florianópolis no WhatsApp

As autoridades afirmam que mesmo o policiamento reforçado na partida no estádio Orlando Scarpelli não inibiria o risco de confronto e que, portanto, seria necessária a presença apenas da torcida do time mandante, do Figueirense no caso, para minimizar o risco. Um ofício assinado pelo MPSC foi enviado à Federação Catarinense de Futebol (FCP), que reencaminharia ele à CBF.

Em março, o Paysandu foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a exercer dois mandos de campo com portões fechados devido ao comportamento de sua torcida em partida anterior justamente contra o Figueirense, de setembro do ano passado.

Na ocasião, torcedores do time paraense presentes no Orlando Scarpelli, em jogo do quadrangular da Série C de 2022, arremessaram objetos no gramado, como bancos da arquibancada, e atiraram rojões contra a torcida do Figueirense. Uma semana depois, na partida de volta, houve confronto generalizado entre torcedores nas ruas de Belém.

Continua depois da publicidade

Leia mais

Sorteio da Copa do Brasil define partidas das oitavas de final

Torneio mundial de beach tennis em Balneário Camboriú termina com título catarinense

Destaques do NSC Total