nsc

Competição

Florianópolis quer sediar os Jasc em 2021

Cidade não realiza uma edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina há 25 anos

03/12/2019 - 15h09

Compartilhe

Leandro
Por Leandro Lessa
Parte da delegação comemorando o título em 2010
Parte da delegação comemorando o título em 2010
(Foto: )

Florianópolis manifestou o desejo de sediar os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) em 2021. A informação foi dada pelo superintendente da Federação Municipal de Esportes (FME), Maykon Oliveira, em entrevista a Mário Motta no Notícia na Manhã, da CBN Diário, desta terça-feira (3). Se for escolhida, o evento marcará o 60º aniversário da primeira vez que a cidade sediou o evento.

Segundo o superintendente, o ofício foi entregue ao presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Rui Godinho, durante a última edição dos Jogos Abertos, ocorrida em Pomerode, Indaial e Timbó. A capital catarinense não realiza a competição há 25 anos. As três vezes em que a cidade recebeu os Jasc foi em 1961, 1977 e 1994.

Na última edição dos Jasc, Florianópolis terminou com a 4ª colocação na classificação geral, superando o 5º lugar de 2018. A capital foi campeã dos Jasc oito vezes, a última vez em 2012, com um tetracampeonato.

— Antigamente, os atletas vinham de fora para disputar os Jogos e não deixavam um legado. Se conseguirmos ser a sede em 2021, Floripa quer chegar ao pódio, mas com atletas criados em Florianópolis — destacou Oliveira.

Capital pode utilizar estrutura de outras cidades na região

Segundo a Fesporte, o prazo oficial para decidir o local da competição de 2021 seria 31 de outubro. O anúncio de que Jaraguá do Sul será a sede dos Jasc no próximo ano foi feita dentro do prazo, em setembro de 2018. A cidade do Norte catarinense superou Rio do Sul, Concórdia e Brusque na votação do CED.

Após oficializar a intenção, o pedido passa pelo aval técnico da Fesporte, que repassa ao Conselho Estadual de Esporte (CED). A entidade homologa as candidaturas e é também responsável pela decisão final sobre a sede. O Governo estadual repassa recursos para que o município recupere a sua estrutura, que irá hospedar as delegações e receber as modalidades esportivas.

Florianópolis possui locais como o ginásio Carlos Alberto Campos, em frente ao estádio Orlando Scarpelli; o Capoeirão, também na parte continental; o ginásio municipal de tênis de mesa Capitão Waldir Schmidt, no Saco dos Limões; e o complexo esportivo Rozendo Lima, do Instituto Estadual de Educação. Dependendo das solicitações da Fesporte, a capital ainda poderá utilizar equipamentos de outras cidades da região metropolitana.

Colunistas