nsc

    Direito de família

    Florianópolis tem mil ações de paternidade na Defensoria Pública de SC

    O órgão ingressou com as ações na Justiça em nome das mães das crianças

    12/08/2019 - 10h17 - Atualizada em: 12/08/2019 - 10h55

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    Mais de mil mães procuraram a instituição em 2018
    Mais de mil mães procuraram a instituição em 2018
    (Foto: )

    A Defensoria Pública de Santa Catarina ingressou, somente no ano passado, com mil ações de paternidade na capital. O mais comum são mães que procuram a instituição para investigar a paternidade de seus filhos.

    — Esse é um direito da criança. Com a ajuda da mãe, o suposto pai é intimado e convocado para fazer o exame de DNA. Se ele se negar, é um direito dele, a mãe pode indicar testemunhas que ajudam no decorrer do processo — explica o Subdefensor Público-Geral João Joffily Coutinho.

    São raros os processos que terminam de forma consensual.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas