Criado para observar os animais silvestres existentes em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, o Programa de Monitoramento de Fauna utiliza armadilhas fotográficas fixadas em pontos estratégicos das matas para que biólogos da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) possam observar e catalogar os espécimes que ali habitam.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

O trabalho, iniciado em 2015, já passou por diversas etapas, como aquisição de novos equipamentos e aumento na área de abrangência deste monitoramento.

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Durante este tempo, as armadilhas fotográficas flagraram espécies como quatis, tamanduá-mirim, cervo, gato-do-mato pequeno, gato-maracajá, jaguatirica e até mesmo um puma. Isto sem contar pássaros, répteis, entre outros habitantes da natureza local.

Continua depois da publicidade

Confira as fotos dos animais flagrados nas matas de Jaraguá do Sul

Todo o material de monitoramento será convertido em um relatório e em uma exposição que fará parte das comemorações de 18 anos da Fujama. Na terça-feira (17), a apresentação fará parte de um evento no Jaraguá Park Shopping, que contará ainda com exposição de animais taxidermizados.

Na programação, também está prevista um plantio de árvores na Via Verde, no dia 28, e encontro de observadores de pássaros no Parque Natural dos Stinghen, no dia 29.

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Leia também

Veja como receber alertas de desastres naturais e emergências pela Defesa Civil de SC

Pista que afundou por conta de chuvas passa por vistoria e obras na BR-280 em Araquari

Rio Negro segue subindo e Mafra tem mais de 500 desalojados por enchente

Destaques do NSC Total