nsc

publicidade

Reconhecimento

Franklin Cascaes é homenageado em exposição com máscaras em Florianópolis

Pesquisador completaria 111 anos nesta quarta-feira (16), se estivesse vivo

15/10/2019 - 17h16 - Atualizada em: 15/10/2019 - 17h19

Compartilhe

Por Priscila Araújo
Uma das obras que Vidal fez em cerâmica sobre as bruxas
(Foto: )

Para homenagear o pesquisador da cultura açoriana; folclorista; ceramista; antropólogo; gravurista, e escritor brasileiro Franklin Cascaes, o artista Thiago Valdi realiza a exposição Série Sinistras, de máscaras em cerâmicas. Se vivo, Cascaes completaria 111 anos nesta quarta-feira (16).

O catarinense que dá nome a Fundação Cultural de Florianópolis, nasceu em 16 de outubro de 1908, na Praia de Itaguaçu, na região do continental da cidade. A mostra será exposta no Franklin Bar, no Centro da Ilha de Santa Catarina, e será formada por 13 máscaras, seis no tamanho de 45 cm de altura cada e sete menores.

Os trabalhos do também manezinho Thiago Valdi podem ser visitados gratuitamente a partir das 18h, desta quarta-feira (16). Foi ele quem prestou a homenagem para Cascaes com o mural no Centro. Como é mais conhecido pelos trabalhos urbanos, poucos sabem que Valdi trabalha com a cerâmica há certo tempo.

— Fiz aulas na olaria de São José e nos últimos anos me aprofundei mais e comecei a praticar escultura. E agora utilizei a cerâmica como mais uma forma de apresentar a arte manezinha porque é um algo super local de Florianópolis e através dela consigo transmitir um pouco da minha expressão artística em três dimensões — conta Valdi.

Ele diz ainda, que Cascaes sempre foi uma grande fonte de conhecimento e folclore, tanto que quando viu pela primeira vez um livro sobre o conterrâneo fez alguns esboços da série de máscaras de bruxa inspiradas na obra de Cascaes.

— Creio que nos dias de hoje a face verdadeira da bruxa é bela, assim como de uma pessoa comum que a gente encontra na rua, mas por dentro, como se fosse essa máscara seria a realidade da personalidade dela. E Franklin dizia como conhecemos do folclore, que havia bruxas do mal, mas acredito que existam também bruxas do bem, feiticeiras e benzedeiras — comenta.

A mostra não retrata só a parte de “feitiçaria”, mas também outras formas do fantástico feminino.

Serviço

O quê: Série Sinistras em homenagem a Franklin Cascaes

Quando: 16/10 a partir das 18h

Onde: Franklin Bar (Rua Tiradentes, 223, Centro histórico, Florianópolis)

Valor: gratuito

Deixe seu comentário:

publicidade