nsc
dc

Mundo

Furacão Dorian provoca cinco mortes nas Bahamas

Ventos chegaram a 295 km/h durante o final de semana

02/09/2019 - 19h00 - Atualizada em: 02/09/2019 - 19h02

Compartilhe

Por AFP
Furacão Dorian sobre as Bahamas e começou a se aproximar da Flórida
Furacão Dorian sobre as Bahamas e começou a se aproximar da Flórida
(Foto: )

O furacão Dorian deixou ao menos cinco mortos e cerca de 20 feridos nas ilhas Ábaco, nas Bahamas, de acordo com o primeiro-ministro do país, Hubert Minnis.

Dorian, que atingiu as ilhas Ábaco no domingo com categoria 5, permanece praticamente estacionado sobre a ilha Grand Bahama e perdeu intensidade, embora continue sendo um furacão potente e perigoso.

O furacão enfraqueceu um pouco nesta segunda-feira (02) e passou para a categoria 4, mas, segundo as autoridades meteorológicas dos EUA, continua a representar uma séria ameaça.

O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, disse que o furacão causou uma "devastação sem precedentes" nas Ilhas Ábaco, que no domingo receberam o pior impacto da tormenta.

Neste final de semana, o furacão Dorian se tornou a tempestade mais poderosa que já atingiu o arquipélago, com ventos que chegaram a 295 km/h. "Nosso foco neste momento é de resgate, recuperação e oração", informou Minnis através do Twitter.

Nesta segunda-feira, o Dorian estava se movendo para oeste a uma velocidade de 2 km/h, estabelecendo-se por uma hora na ilha de Grand Bahama, com ventos de 250 km/h. O medo tomou conta dos moradores de Freeport quando os ventos rasgaram as cortinas e a água começou a invadir as casas, segundo Yasmin Rigby, contatada através de mensagem de texto na principal cidade de Gran Bahama.

"As pessoas que pensavam que estavam seguras agora estão pedindo ajuda. O marido da minha melhor amiga está preso no telhado de sua casa com dois metros de água embaixo", escreveu Rigby.

Segundo uma estimativa inicial da Cruz Vermelha, cerca de 13 mil casas poderiam ter sido danificadas ou destruídas durante a passagem do Dorian nas Bahamas.

Colunistas