publicidade

Segurança

Furtos e roubos de veículos têm queda de 38% nos últimos quatro anos em Joinville

Ano passado terminou com média de quatro veículos violados por dia na cidade

13/08/2019 - 15h00

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Furtos e roubos de Joinville
Furtos e roubos de Joinville
(Foto: )

Os números de furtos e roubos de veículos estão em queda nos últimos anos em Joinville. Dados da Polícia Civil mostram que os registros caíram 38,9% nos últimos quatro anos, passando de 2.312 casos em 2015 para 1.437 em 2018. Com isso, o ano passado terminou com uma média de quase quatro carros roubados ou furtados por dia na cidade.

A redução no número de furtos foi o que mais impactou na queda dos dados gerais nos últimos quatro anos, apresentando melhoras ano a ano. Esse crime acontece, geralmente, quando o motorista estaciona na rua e ao voltar não encontra mais o carro no local. Em 2015, 1.828 veículos foram levados por criminosos sem haver nenhum tipo de contato com a vítima, enquanto no ano passado a Polícia Civil teve o registro de 1.159 furtos, representando uma queda de 36,6%.

Já os dados sobre roubos têm oscilado ao longo do período analisado. Esse crime também é conhecido popularmente como assalto e acontece quando existe ameaça ou violência à vítima. O número de carros levados por criminosos nessa condição passou de 484 para 278 nos últimos quatro anos. Os dados cresceram de 2015 até 2017, alcançando o pico de 611 veículos roubados. No entanto, no ano passado houve uma queda de 54,5% em relação ao anterior, caindo para 278 casos.

Prisões ajudaram a reduzir estatísticas

O delegado Murillo Batalha, da Divisão de Investigação Criminal e que atua na Divisão de Roubos e Furtos, acredita que a redução se deu em função do grande número de prisões realizadas nos últimos anos. Uma das operações, realizadas em junho deste ano, prendeu 31 pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha que atuava nos furtos e roubos em Joinville.

— Após essa operação, que também prendeu seis pessoas proprietárias de autopeças na cidade, os números caíram 62%. Nós temos um mapa estatístico na DIC em que podemos verificar que ao prendemos alguns líderes de organizações criminosas o índice de furtos e roubos diminui no bairro onde eles atuam — explica.

Perfil dos crimes

Segundo Batalha, a maioria dos crimes é cometida por organizações criminosas. A DIC está monitorando os dados após a operação realizada na metade do ano para saber qual região tem mais vítima de cada delito. Antes das prisões, a zona Sul registrava mais roubos de veículos, enquanto os furtos eram mais comuns na área central. Ele também afirmou que as caminhonetes e os veículos de modelo “hatch” são os mais visados.

— Nós percebemos que Joinville nunca vai zerar esses números, mas hoje ele está dentro da normalidade. Constantemente estamos monitorando para que não cresça mais — garante.

O delegado ainda destacou a importância das vítimas registrarem boletim de ocorrência. Isso ajuda a polícia a relacionar o veículo com a vítima para responsabilizar os criminosos. Os boletins podem ser feitos pela internet ou pelo telefone 190.

Os números de Joinville

Números de furtos e roubos em Joinville
Números de furtos e roubos em Joinville
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade