publicidade

Esportes
Navegue por

Caiu

Geninho deixa o Avaí e encerra segunda passagem pelo clube

Treinador tem trabalho encerrado com título do Catarinense 2019 e sem vitória no Brasileirão

17/06/2019 - 20h58 - Atualizada em: 17/06/2019 - 21h21

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Geninho deixa o comando do Avaí sem vencer no Brasileirão
Geninho deixa o comando do Avaí sem vencer no Brasileirão
(Foto: )

Geninho não é mais técnico do Avaí. O clube informou na noite desta segunda-feira que o treinador deixa o cargo. O motivo é os resultados ruins nas nove primeiras rodadas do Brasileirão. O Leão é o lanterna da Série A 2019, com quatro empates e cinco derrotas até a pausa na competição para a realização da Copa América. O clube deve ter novo comandante a partir do início da intertemporada.

O desligamento foi comunicado na noite desta segunda-feira, por meio das redes sociais do clube. O Avaí tem uma semana para contratar um novo treinador. A reapresentação dos atletas para os trabalhos de intertemporada está marcada para segunda-feira (saiba mais sobre a programação).

— Geninho nos ajudou muito em suas duas passagens, conquistando acessos e o título de Campeão Catarinense deste ano. Deixa as portas abertas para um dia retornar ao Avaí, quem sabe como CEO do futebol. De imediato, estamos trabalhando, junto com o Departamento de Futebol, para definirmos o novo treinador e anunciá-lo o quanto antes — comentou Francisco José Battistotti, presidente do Avaí, na nota.

Apesar do título do Campeonato Catarinense 2019, a pressão sobre Geninho no comando do Avaí no Brasileirão era grande. O Leão tem o terceiro pior ataque e não sabe o que vencer na competição. Após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, na última quinta-feira, e antes do início da intertemporada durante a parada, cresceram os pedidos da torcida pela demissão do treinador.

Esta é a segunda passagem de Geninho pelo Avaí. O treinador chegou no começo da Série B do ano passado e passou a responder pela equipe a partir do segundo jogo da competição que terminou com o retorno do Leão da Ilha à elite do Brasileirão. Desde então foram 70 jogos no cargo, com 30 vitórias, 18 empates e 18 derrotas - aproveitamento de 51,4% de aproveitamento.

— Tenho muito carinho pelo Avaí e uma amizade muito grande pelo Battistotti. Acredito que com a minha saída, o novo treinador conseguirá ter sucesso. Sei do potencial desta equipe e da força que tem o Avaí — comentou o agora ex-técnico azurra Geninho

No começo de abril ele foi homenageado pela diretoria do Avaí ao completar 100 jogos no comando da equipe, inclusa a primeira passagem, entre 2014 e 2015. A marca foi alcançada na derrota por 1 a 0 para o Vasco, que gerou a eliminação azurra da Copa do Brasil 2019.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação