A Geração Silenciosa é composta por indivíduos nascidos aproximadamente entre meados da década de 1920 e meados da década de 1940. A origem do termo tem diversas fontes possíveis. Uma delas foi publicada em um artigo de 1951 da revista Time, intitulado “The Younger Generation”, que descrevia a juventude da época como mais reservada em comparação aos seus pais, a chamada “Flaming Youth”.

Continua depois da publicidade

Além disso, a maneira como foram criados por uma geração anterior, que defendia a ideia de que “filhos devem ser vistos e não ouvidos”, contribuiu para esse aparente silêncio. Além disso, outros apelidos para essa geração incluem “Radio Babies” (“bebês do rádio”), devido à popularidade do rádio durante sua infância.

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Clique e participe do canal do Hora no WhatsApp

Continua depois da publicidade

Geração Silenciosa ou os “Radio Babies”

Os membros da Geração Silenciosa cresceram em um período de turbulência econômica e instabilidade global. Muitos testemunharam a Grande Depressão e viveram durante os tempos sombrios da Segunda Guerra Mundial. Sua infância e juventude foram marcadas por privações e sacrifícios, moldando sua ética de trabalho e resiliência.

Fotos: Banco de imagens

Apesar das dificuldades enfrentadas durante sua formação, a Geração Silenciosa é responsável por diversos avanços sociais, culturais e tecnológicos. Eles foram os pioneiros da era da televisão, testemunharam o surgimento da corrida espacial e contribuíram para o florescimento da cultura pop.

Continua depois da publicidade

Muitos membros da Geração Silenciosa desempenharam papéis cruciais na reconstrução pós-guerra e no estabelecimento das bases para o crescimento econômico do pós-guerra. Seu trabalho árduo e comprometimento ajudaram a construir as fundações para o desenvolvimento econômico e a prosperidade que se seguiram nas décadas posteriores.

Prioridades da Geração Silenciosa

Estabilidade Financeira e Segurança

Por questões culturais, muitos da geração silenciosa valorizavam a estabilidade financeira e o trabalho duro como prioridades. Viveram em tempos de grande instabilidade econômica, como a Grande Depressão, e, portanto, priorizavam a segurança financeira e o planejamento para o futuro.

Família e Comunidade

Tendem a valorizar fortemente os laços familiares e a comunidade local, frequentemente priorizando o bem-estar da família sobre seus próprios interesses individuais.

Continua depois da publicidade

Disciplina e Respeito pela Autoridade

Criados em uma época em que a disciplina era mais rigorosa e o respeito pela autoridade era amplamente valorizado, a geração silenciosa tendia a priorizar a conformidade com as normas sociais e o respeito pelas figuras de autoridade, como pais, professores e líderes comunitários.

Conformidade e Conservadorismo

Geralmente, a geração silenciosa era mais conservadora em suas opiniões políticas, sociais e culturais. Eles valorizavam a estabilidade e tendiam a resistir a mudanças rápidas ou radicais na sociedade.

Trabalho Duro e Integridade

A ética de trabalho era uma fundamental para muitos da geração silenciosa. Eles cresceram em uma época em que o trabalho árduo e a integridade eram altamente valorizados, e muitos levaram esses valores consigo ao longo de suas vidas.

Continua depois da publicidade

Patriotismo e Dever Cívico

Muitos da geração silenciosa cresceram durante períodos de guerra e turbulência política, o que influenciou seu forte senso de patriotismo e dever cívico. Eles tendiam a valorizar o serviço à comunidade e ao país.

Resiliência e Adversidade

A geração silenciosa enfrentou muitos desafios ao longo de suas vidas, incluindo a Grande Depressão e conflitos mundiais. Como resultado, desenvolveram uma forte resiliência e capacidade de lidar com adversidades.

A Geração Silenciosa e a contracultura

Em contrapartida, muitos membros dessa geração foram responsáveis por alterações culturais e provocações sociais significativas no decorrer de suas vidas. Marilyn Monroe, John Lennon, James Dean, Milton Nascimento e Audrey Hepburn são apenas alguns nomes notáveis que fazem parte dos membros da Geração Silenciosa.

Continua depois da publicidade

A movimentação artística e cultural destes artistas nas décadas de 1950 e 1960 contribuiu para que as gerações futuras construíssem uma visão de mundo mais ampla e questionadora do status quo.

Transformações tecnológicas e sociais como a chegada do homem à lua e a Guerra Fria, também contribuíram para que a Geração Silenciosa deixasse um legado, assim como novos desafios às gerações posteriores.

Leia mais

Geração X: Entenda as características da “Geração Coca-Cola”

Geração Y: Entenda as características dos Millennials

Geração Z: Entenda quando começa e suas características

Geração Alfa: Conheça mais sobre os nascidos no século XXI

Geração C: Entenda as características e quem são os “coronababies”

Destaques do NSC Total