Gilmar Dal Pozzo é o novo treinador do Joinville para o restante do Catarinense 2022. A confirmação do nome ocorreu na tarde desta segunda-feira (31). Dal Pozzo chega para substituir Paulo Massaro, demitido do comando do Tricolor após a derrota para o Camboriú neste domingo, pela terceira rodada do Estadual. O contrato do técnico vai até o final do Catarinense.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Continua depois da publicidade

Antes de chegar a um acordo com o treinador que já comandou Chapecoense e Criciúma em SC, a diretoria do Joinville tentou a contratação do técnico Hemerson Maria, campeão pelo JEC da Série B em 2014. Mas, em negociação com outros times, Maria comunicou os diretores que não poderia responder a proposta nesta semana. A partir desse momento, Gilmar Dal Pozzo virou o nome prioritário. Paulo Baier, ex técnico do Criciúma, também esteve cotado para ser o treinador a assumir o time.

Com um ponto em três partidas e na 10ª colocação, Dal Pozzo tem pela frente na quinta-feira (3), na Arena, o Hercílio Luz, um dos líderes do Catarinense com 100% de aproveitamento.

Em comunicado, o Joinville informou que o treinador se recupera da Covid-19 e deve chegar na cidade entre quarta e quinta-feira, dependendo da evolução da sua recuperação. Antes disso, um auxiliar do treinador deve acompanhar os trabalhos no CT Vilson Florêncio. O profissional será indicado pelo próprio treinador.
Campeão da Série C em 2019, Dal Pozzo estava sem clube desde o início de 2021

Além das passagens em Santa Catarina por Criciúma e Chapecoense, Dal Pozzo acumula trabalhos por vários outros clubes espalhados pelo Brasil, como Rio Grande do Sul, onde começou a carreira como treinador, e também no Nordeste. E foi nessa região que o treinador conquistou os dois únicos títulos. Em Pernambuco, pelo Náutico, levou a Série C de 2019. Já pelo Ceará, em 2017, o treinador levou o título estadual.

O último trabalho de Gilmar Dal Pozzo foi no Paraná Clube, de onde saiu em janeiro de 2021. Após uma vitória em seis partidas na Série C do Campeonato Brasileiro, o treinador pediu demissão do clube paranaense. 

Destaques do NSC Total