nsc

    Alerta

    Golpe de precatórios já teve 20 vítimas em Santa Catarina somente este ano

    Tribunal de Justiça alerta que não entra em contato com credores por celular ou e-mail

    20/02/2020 - 14h16 - Atualizada em: 20/02/2020 - 15h33

    Compartilhe

    Por Juliana Gomes
    Tribunal de Justiça de Santa Catarina
    Tribunal de Justiça de Santa Catarina
    (Foto: )

    Ao menos 20 credores de precatórios foram vítimas de golpe no estado nas últimas semanas, segundo informações do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). Desse total, 12 são de Florianópolis — o valor médio cobrado é de cerca de R$ 3 mil, porém uma das pessoas lesadas pelos criminosos chegou a depositar 80 mil reais.

    Há ocorrências registradas em todo o território nacional. Segundo o órgão catarinense, os golpistas entram em contato com alguém que ganhou uma causa contra o Poder Público e prometem antecipar o pagamento mediante um depósito pelo serviço. A consulta aos processos pode ser feita no site do TJ-SC, já que os dados são públicos.

    Com as informações, os golpistas entram em contato com a vítima — apresentando-se como servidor, advogado ou especialista — e prometem antecipar o pagamento, porém pedem um depósito pelo serviço. Eles chegam a adquirir telefone com documento falso e até abrem uma conta em banco para receber o dinheiro.

    Segundo o coordenador do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional, desembargador Sidney Dalabrida, o TJ-SC alerta que não entra em contato com credores de precatórios, e qualquer proposta de antecipação do título mediante pagamento prévio deve ser rejeitada. Se a pessoa for vítima do golpe, deve registrar boletim de ocorrência.

    Luiz Schmitz, ouvinte da CBN Diário, foi assediado por um desses criminosos, mas não caiu no golpe. Ouça a reportagem:

    O que é precatório?

    É uma requisição devida a qualquer pessoa que saiu vitoriosa de uma ação judicial movida contra o poder público (União, Estados, Municípios, autarquias, fundações). O magistrado que julgou o processo envia ao presidente do Tribunal de Justiça a ordem de pagamento, já com a indicação da conta para o depósito. O pagamento obedece a uma ordem cronológica, que está disponível na página da Assessoria de Precatórios do TJ-SC.

    Fonte: TJ-SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas