nsc
santa

Pandemia

Há 20 leitos de UTI livres em todo o Vale do Itajaí, aponta Estado

São 19,5 mil infectados na região e 264 mortes

22/07/2020 - 19h54 - Atualizada em: 22/07/2020 - 19h55

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Em Blumenau, conforme dados da prefeitura desta quarta-feira, são mais de 6,5 mil infectados
Em Blumenau, conforme dados da prefeitura desta quarta-feira, são mais de 6,5 mil infectados
(Foto: )

O Vale do Itajaí continua beirando a lotação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) por conta da pandemia do novo coronavírus. Conforme o boletim do governo do Estado desta quarta-feira (22), 90,7% das UTIs estão ocupadas. Há cidades, como Blumenau, que o percentual chega a 97%. A região foi a que mais registrou mortes em Santa Catarina nesta quarta: 10 das 26 confirmadas. 

> Clique aqui para receber as últimas notícias de Blumenau e região pelo Whatsapp.

Até o momento, ao menos 264 pessoas de 28 cidades do Vale morreram em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. Já são 19,5 mil infectados. Em todo o estado são 59.556 casos, 9.913 deles em tratamento. Destes, 107 estão internados em UTIs de hospitais do Médio e Alto Vale.

Há 89 pessoas hospitalizadas em estado grave devido a outras doenças. Isso significa, segundo os dados estaduais, que há somente 20 leitos habilitados livres. O Ministério da Saúde deve habilitar mais 15 espaços no Médio Vale.

Nas cidades litorâneas do Vale, como Itajaí, Penha e Balneário Camboriú, a ocupação está em 79,4%, com 29 leitos livres.

Mortes por Covid-19 no Vale

O município com o maior número de moradores mortos devido ao coronavírus é Itajaí (79). Blumenau e Balneário Camboriú surgem na sequência, com 31 e 30 óbitos. As duas cidades também estão entre as que registram os maiores números de contaminados. Blumenau e Balneário Camboriú estão atrás apenas de Joinville. Conforme o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), são 3.772 casos em Blumenau e 3.296 em Balneário Camboriú. Porém, há represamento de análises no laboratório, o que atrasa a validação dos resultados enviados pelas prefeituras. A chegada de novos equipamentos deve amenizar o problema, já que os aparelhos aumentarão em 70% a capacidade do laboratório. Segundo a gestão municipal de Blumenau, nesta quarta-feira a cidade chegou a 6.533 casos, 2,7 mil a mais que o considerado pelo Estado até agora. Além disso, além das UTIs habilitadas, a cidade utiliza oito dos “31 leitos de guerra”, criados em uma tentativa de evitar a lotação. Veja quantos casos e óbitos há em cada cidade em SC

Colunistas