nsc
an

Investigação

Homem acompanhado de pastor se entrega à polícia e diz ter matado mulher em Piçarras

Suposta vítima seria uma mulher de 56 anos que está desaparecida há duas semanas

19/05/2022 - 10h49

Compartilhe

Sabrina
Por Sabrina Quariniri
Homem procurou a polícia do Paraná para confessar o suposto crime
Homem procurou a polícia do Paraná para confessar o suposto crime
(Foto: )

Um homem de 23 anos acompanhado de um pastor buscou o Batalhão da Polícia Militar de Guaratuba, no Paraná, na noite de quarta-feira (18) e confessou ter assassinado uma mulher. O jovem contou que a suposta vítima é uma mulher de 56 anos moradora de Balneário Piçarras, que está desaparecida desde o dia 6 de maio. 

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O boletim de ocorrência, que a reportagem do AN teve acesso, descreve que o suspeito foi à polícia por volta das 20h e contou que estava bebendo com a mulher no carro dela, na cidade do Litoral Norte, quando passou a estrangulá-la. Com ela inconsciente após a agressão, o homem disse que a deixou no banco do passageiro.

Ao assumir a direção do carro, conforme consta no registro policial, ele teria guiado até um local deserto, onde desceu a vítima e novamente a sufocou. Desta vez, até a morte. Depois disso, ele narra a ter colocado no banco de trás e dirigido até Joinville, onde teria deixado o corpo às margens da BR-101. 

No percurso, o homem contou ter dado carona para outras duas pessoas, que não soube citar quem eram, e, questionado sobre a situação da vítima, justificou aos passageiros que ela era sua esposa e teria adormecido sob efeito de remédios. 

No boletim de ocorrência, no entanto, não há detalhes sobre quando o homem teria praticado este crime e a data que supostamente teria deixado o corpo da mulher em Joinville. Além disso, não cita quando ele teria ido à Guaratuba. 

A Polícia de Piçarras, de fato, investiga o desaparecimento de uma mulher que bate com as características descritas pelo jovem que entregou-se para a polícia no Paraná. Ele está preso temporariamente. 

O veículo desta vítima, de 56 anos, inclusive, foi encontrado em Guaratuba, no bairro Coroados. No dia 12, por não ter registro de infração, o carro foi liberado para a família da desaparecida. 

O A Notícia entrou em contato com o delegado regional Rafaello Ross, que informou que a Polícia Civil não foi acionada para nenhuma ocorrência relacionada a este caso.

Leia também

Homem invade imobiliária, rouba e tenta estuprar mulher em Joinville

Jovem é encontrada morta queimada dentro de casa em Joinville

Suspeito de estuprar duas mulheres em Itapoá é identificado e procurado pela polícia

Colunistas