nsc
an

Investigação

Homem que matou idoso por causa de oração em Três Barras "queria voltar para a cadeia", diz delegado

Suspeito teria atacado a vítima com marteladas e, em seguida, colocado fogo na casa

28/05/2021 - 15h49

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Casa pegando fogo após homicídio em Três Barras
Homem teria matado idoso e colocado fogo na casa em Três Barras
(Foto: )

O homem que matou um idoso a marteladas após uma briga por causa de uma oração em Três Barras, no Planalto Norte de SC, teria cometido o crime para retornar à prisão. A revelação foi feita pelo suspeito durante depoimento, segundo o delegado Darci Nadal, responsável pela investigação.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O suspeito tem 42 anos e permaneceu preso durante 19 anos pelos crimes de homicídio e estupro. Ele saiu da prisão em janeiro deste ano, sem dinheiro ou local para morar. Por isso, o idoso Pedro Nichelski, de 66 anos, havia o chamado para morar na casa como inquilino. Segundo o delegado, eles não tinham nenhum parentesco.

- Durante o interrogatório, ele decidiu apresentar a versão dele e relatou que passou muito tempo preso. Disse que não consegue mais se adequar ao convívio em sociedade, razão pela qual decidiu cometer outro crime para voltar à prisão - conta Nadal.

Além de matar o idoso a marteladas, o homem ainda colocou fogo na casa. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Canoinhas. O delegado solicitou à Justiça a conversão da prisão em preventiva, mas o pedido ainda não foi analisado.

O suspeito deve ser indiciado pelo crime de homicídio qualificado, pelo motivo torpe. Ainda pode ser somada uma qualificadora por causa do incêndio causado na residência onde ocorreu o crime. A polícia aguarda um laudo para entender se o homem colocou fogo na vítima ainda viva.

Segundo Nadal, todas as testemunhas já foram ouvidas e a Polícia Civil aguarda os resultados dos laudos cadavérico e do local do crime para finalizar o inquérito.

Leia também:

> Ex-vereadores são denunciados por suposto esquema de cursos falsos em Rio Negrinho

> Morre padre Ítalo Cemin aos 92 anos em Jaraguá do Sul

Colunistas